Amigas criam coworking voltado para mulheres em São Paulo

Amigas que criaram o projeto Brava em São Paulo. Foto: Arquivo Pessoal.
Amigas que criaram o projeto Brava em São Paulo. Foto: Arquivo Pessoal.

A ideia de criar um espaço acolhedor e seguro para mulheres com o objetivo de impulsionar o crescimento pessoal e profissional delas juntou quatro amigas em um projeto. O objetivo delas era criar um coworking especial para essa parcela da sociedade. Foi assim que nasceu o espaço Brava, no centro de São Paulo.

Em entrevista ao blog, a fundadora e sócia Fabiana Kassabian afirmou que o objetivo do espaço é ser um local seguro e de troca entre mulheres. Segundo ela, a casa é um local de liberdade e acolhimento mútuo, que acaba incentivando a produção de novos conteúdos.

O resultado, segundo ela, mostra mulheres fortalecidas e encorajadas para colocarem seus projetos em prática. “O nosso espaço foi planejado para gerar essas trocas, conectar mulheres, fomentar a independência econômica e, consequentemente, o fortalecimento pessoal e profissional”, afirmou Fabiana.

Leia também:

Leia a entrevista completa:

De onde veio a ideia do espaço?

Fabiana Kassabian: A ideia de criar um espaço de fortalecimento feminino. Já era um sonho e a Brava veio da necessidade que encontramos em conectar trabalhos realizados por mulheres. Para isso, criamos um espaço acolhedor e seguro com o objetivo de impulsionar esse crescimento pessoal e profissional.

Qual o objetivo do projeto?

Fabiana: Nosso objetivo é claro: ser um espaço seguro de troca e de crescimento feminino. Uma casa onde a liberdade e o acolhimento mútuo incentivem a produção de novos conteúdos. O resultado é uma rede de mulheres fortalecidas e encorajadas pelos projetos e experiências desenvolvidos no mesmo espaço.

Quais mulheres podem buscar o espaço?

Fabiana: Todas as mulheres são bem-vindas no nosso espaço. E quando dizemos todas, nos referimos também àquelas que se identificam como mulheres. A Brava também é um lugar de inclusão. Se você é mulher, já produz trabalhos ou tem vontade de colocar um projeto em prática, a Brava foi feita para você.

Como fazer para conseguir um espaço no local. O que a pessoa interessada deve fazer?

Fabiana: As interessadas podem acessar o site www.bravasp.com.br. Lá contamos um pouquinho mais sobre o espaço e seus ambientes e apresentamos os planos e valores do coworking, aí é só escolher aquele que mais se encaixa no dia a dia e entrar em contato com a gente por e-mail, telefone, redes sociais ou aparecer direto na Brava para comer um bolinho, conhecer a casa e conversar com a gente.

Como acha que esse projeto pode fortalecer mulheres?

Fabiana: Um ambiente seguro e acolhedor tem o poder de motivar e incentivar mulheres a acreditarem em seus trabalhos e a lutarem pela concretização de ideias. O objetivo da Brava é esse: conectar projetos que estejam ativos e ajudar a construir aqueles que estejam adormecidos pela falta de incentivo ou de empoderamento. O nosso espaço foi planejado para gerar essas trocas, conectar mulheres, fomentar a independência econômica e, consequentemente, o fortalecimento pessoal e profissional.

Desde quando a ideia começou a ser projetada? E quando foi colocada, finalmente, em prática?

Fabiana: Começamos a projetar há menos de um ano e quando resolvemos torná-lo realidade, todo o processo aconteceu relativamente rápido. Hoje, com menos de um ano da ideia, o coworking já está ativo e recebendo mulheres incríveis com trabalhos mais incríveis ainda, buscando criar mais conexões e crescer junto com elas.

Quantas pessoas fazem parte do projeto?

Fabiana: Hoje somos 4! O projeto começou com as fundadoras e sócias, Fabiana e Maria, e a Eugênia e a Jéssica – amigas e profissionais incríveis – entraram para somar tanto no dia a dia como na estratégia do projeto.

O espaço fica onde em São Paulo? Têm a ideia de expandir e levar para outros lugares do Brasil?

Fabiana: A Brava fica no Centro de São Paulo, na Rua Conselheiro Nébias, 1.431, pertinho do metrô Marechal Deodoro. No momento, queremos focar na nossa casa atual, acabamos de abrir as portas e temos que ir com calma, afinal é tudo feito com muito cuidado e carinho. Claro que sonhamos em, futuramente, levar a Brava para outros lugares!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos