Update privacy choices
Notícias

Desencanto de paulistanos foi com decisão de deixar prefeitura, não com a gestão, diz Doria

ARTUR RODRIGUES
Folhapress
Guilherme Rodrigues/Futura Press

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O candidato ao governo pelo PSDB, João Doria, afirmou nesta quarta-feira (12), em entrevista ao SPTV, da TV Globo, que a população está insatisfeita com a decisão dele de deixar a prefeitura, não com sua gestão.

Esse é o principal argumento que Doria tem utilizado para tentar reverter a rejeição dos paulistanos –de 47%, segundo o Datafolha.

"O desencanto não foi com a gestão, mas com a decisão [de deixar a prefeitura]", disse. "O governo do Estado, especificamente na capital, tem uma situação muito ativa".

Ele explorou também outro ponto importante de sua plataforma, a segurança pública, área na qual promete espalhar batalhões "padrão Rota" no interior do estado.

Questionado sobre limitações financeiras e diminuição no efetivo por gestões tucanas, ele afirmou que o assunto será uma prioridade. "Vamos contratar [PMs]. Fiz isso na Guarda Civil Metropolitana e coloquei mais 800 agentes", disse."Estou disputando uma eleição para governar de janeiro para frente".

Doria também se defendeu de condenação por improbidade administrativa, por usar a máquina pública para se promover por meio do programa Cidade Linda.

"Foi pelo uso de uma marca que criamos. São Paulo Cidade Linda. Como fez o Gilberto Kassab, do Cidade Limpa. Durante 4 anos, Cidade Limpa foi utilizado e não houve nenhuma contestação", disse.

Reações

Leia também