Update privacy choices
Notícias

Alckmin é denunciado por improbidade e MP pede perda dos direitos políticos

Yahoo Notícias
Fátima Meira/Futura Press

O Ministério Público de São Paulo denunciou o ex-governador de São Paulo e candidato à Presidência Geraldo Alckmin (PSDB) por improbidade administrativa.

São apuradas irregularidades nas campanhas do tucano em 2010 e 2014, quando foi eleito para governar o estado.

A Promotoria pede que Alckmin seja condenado à perda dos valores supostamente recebidos de forma ilícita, a perda de eventual função pública que ocupe e a suspensão de seus direitos políticos. A informação foi antecipada pelo site Jota.

A acusação aponta que tucano teria recebido R$ 10 milhões da Odebrecht, via caixa 2, para as campanhas de 2010 e 2014. Segundo o MP, Alckmin teria recebido mais de R$ 8,3 milhões, em valores não declarados à Justiça eleitoral, por meio da empreiteira.

Além do candidato, cinco executivos da construtora, além da própria Odebrecht, foram acionadas pelo MP. O valor total da ação movida pelo promotor Ricardo Manuel Castro é de R$ 39,7 milhões.

A campanha de Alckmin e a Odebrecht ainda não se manifestaram sobre o caso.

120 Reações

Leia também