Update privacy choices
Notícias

Ameaçado em pesquisa, tucano desiste de tática e ataca Skaf

ARTUR RODRIGUES E JOANA CUNHA
Folhapress
Guilherme Rodrigues/Futura Press

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Ameaçado por Paulo Skaf (MDB) na disputa ao governo de São Paulo, João Doria (PSDB) desistiu da tática de não agressão com o emedebista e partiu para ataque.

Em programa eleitoral de rádio nesta terça-feira (11), conforme adiantou a coluna Painel, ele tentou colar a pecha de candidato do presidente Michel Temer (MDB) em Skaf.

A peça traz uma música fazendo brincadeira com o termo "esconde-esconde", que diz que Skaf tenta esconder que está com Temer. O programa trouxe áudio do presidente dizendo: "Por isso que o Paulo tem que ser eleito governador do estado de São Paulo".

A propaganda contraria discurso de Doria de uma campanha de propostas. Ele vinha antagonizando só com candidatos de partidos mais à esquerda, como Luiz Marinho (PT) e Márcio França (PSB), chamado pelo tucano de "Márcio Cuba". A aposta da campanha tucana era que França, com o segundo tempo de TV e mais palanques regionais, subiria nas pesquisas e ultrapassaria Skaf, o que não aconteceu até agora.

Segundo o Ibope, Skaf tem 22% das intenções de voto, contra 21% do tucano.

11 Reações

Leia também