Update privacy choices
Notícias

'O Grande Circo Místico' representa o Brasil no Oscar 2019 de filme estrangeiro

JOÃO PAULO MARTINS
Folhapress

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - "O Grande Circo Místico" irá representar o Brasil na categoria Melhor Filme em Língua Estrangeira do Oscar 2019. A escolha foi anunciada na manhã desta terça (11) pela Comissão Especial de Seleção, formada por membros indicados pela Academia Brasileira de Cinema.

O longa, dirigido por Cacá Diegues, conta a história da família austríaca dona do Circo Knieps de 1910 até os dias de hoje. A previsão de estreia em circuito brasileiro é 15 de novembro. 

Vinte e dois longas disputavam a indicação, incluindo quatro documentários. Filmes como os elogiados "Ferrugem", de Aly Muritiba, e "Benzinho", de Gustavo Pizzi, também participavam do pleito. A reunião da comissão, comandada por Jorge Peregrino, presidente da Academia Brasileira de Cinema, durou cerca de duas horas. 

O MinC, por meio da Secretaria de Audiovisual, anunciou que vai destinar R$ 200 mil para a divulgação do filme no exterior. 

O filme de Cacá Diegues teve sua primeira exibição no Festival de Cannes deste ano.  "Eu queria voltar ao barroco brasileiro, que estava esquecido e que é uma das bases da nossa cultura", diz o diretor à Folha, em Cannes, sobre o tom do longa. "Os filmes brasileiros hoje estão fixados no realismo-naturalismo, em fatos concretos. Acho importante, mas eu queria outra coisa."  

Ano passado, "Bingo - O Rei das Manhãs" foi selecionado para representar o Brasil no Oscar de melhor filme estrangeiro. O longa de Daniel Rezende, porém, não passou da primeira peneira, que resume a lista final a nove títulos.

  

Reações

Leia também