Update privacy choices
Notícias

Bolsonaro diz que bíblia prega o armamento

Yahoo Notícias
Henrique Barreto/Futura Press

Candidato à presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro explicou o que quis dizer a Marina Silva no debate de sexta-feira na RedeTV! sobre a bíblia pregar o armamento. A declaração foi colhida pelo jornal O Globo.

Paulo fala: “venda suas capas e compre espadas”. Está na Bíblia”, declarou o presidenciável durante evento na Academia dos Agulhas Negras, em Resende (RJ). Na verdade, um trecho semelhante ao citado por Bolsonaro está no livro de Lucas e não de Paulo.

Alertado pelo Globo sobre o erro, Bolsonaro minimizou: “Eu não lembro qual livro. Jesus Cristo não foi totalmente passivo. Expulsou os vendilhões do templo. Se tivesse arma de fogo, seria usada”, insistiu o deputado federal.

Teólogos contestam

Consultados pelo Globo, Teólogos disseram que a leitura descontextualizada da bíblia pode levar a interpretações equivocadas. Professora da PUC-RJ, Maria Clara Bingemer nega que a passagem do evangelho de Lucas pregue a violência.

 “Não se pode isolar um trecho porque ele perde o sentido original. Nesse texto, Lucas recorda o discurso da missão que anuncia a paixão de Jesus Cristo, em que ele prega a não violência. Vamos lembrar que, depois da Última Ceia, no Jardim das Oliveiras, Jesus recrimina a violência ao lembrar que o apóstolo Pedro cortou a orelha de um soldado romano na prisão. Jesus curou o ferimento e disse: “Quem com ferro fere, com ferro será ferido”. Ele não respaldou a postura do apóstolo, declarou a professora ao Globo.

 

464 Reações

Leia também