Update privacy choices
Notícias

Bolsonaro segue na UTI, mas já teve sonda retirada, informa boletim médico

Yahoo Notícias
Reprodução

Novo boletim médico divulgado na manhã desta terça-feira (11) pela equipe médica do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, afirma que o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) retirou a sonda nasogástrica que estava usando desde quinta-feira (6), quando foi atacado com uma facada.

O boletim, no entanto, destaca que “o paciente permanece em cuidados de Terapia Intensiva”, confirmando, porém, que Bolsonaro está “febril e sem sinais de infecção”. O documento divulgado à imprensa foi assinado pelos médicos Antônio Luiz Macedo, Leandro Echenique e Miguel Cendoroglo.

Antes do boletim ser divulgado, Flavio Bolsonaro, filho do candidato, havia afirmando por meio de rede social que o deputado havia deixado a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e ido para a unidade semi-intensiva, informação que não foi confirmada pelo boletim.

Flavio ainda afirmou que seu pai dez sua primeira refeição desde o ataque, comendo pão e tomando suco. O boletim fala sobre o tema, afirmando que “será reiniciada alimentação oral e progredida de forma gradual conforme aceitação [do paciente]”.

Nova cirurgia

Boletim divulgado na última segunda (10) afirmou que Bolsonaro terá de passar por uma cirurgia de “grande porte” posteriormente para reconstruir o trânsito intestinal e retirar uma bolsa de colostomia. Essa operação já havia sido anunciada pelos médicos que realizaram a colostomia no deputado logo após o ataque de quinta-feira em Juiz de Fora (MG)

238 Reações

Leia também