Update privacy choices
Notícias

Candidato a deputado, funkeiro é acusado de ligação com o tráfico na Rocinha

Yahoo Notícias
Reprodução/TSE

Candidato a deputado federal pelo partido Solidariedade no Rio de Janeiro, o funkeiro Fabiano Baptista Ramos, conhecido pelo nome MC Tikão, já foi preso suspeito de ligação com o tráfico de drogas da favela da Rocinha. Segundo o jornal Extra ele foi detido em outubro de 2017 e passou um mês encarcerado. A candidatura, embora registrada no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ainda não foi deferida.

Acusado de ter colaborado na fuga do traficante Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, durante uma guerra pelo controle do tráfico na comunidade, Tikão foi solto após a Justiça negar a renovação de sua prisão temporária. Em junho deste ano, foi indiciado por associação com o tráfico e continua sob investigação — ele também é alvo de denúncia do Ministério Público.

De acordo com a Delegacia de Combate às Drogas (Dcod), Rogério 157 escapou do cerco policial no entorno da Rocinha na garupa de uma moto pilotada por Tikão. O traficante foi preso em dezembro passado, em megaoperação que reuniu mais de 3 mil agentes. O funkeiro seria próximo do traficante e teria, inclusive, participado de reuniões da quadrilha.

No registro da candidatura, Tikão declara não possuir nenhum bem em seu nome e diz que o limite de gastos na campanha será de R$ 2,5 milhões. Em contrapartida, o jornal afirma que, quando preso, o funkeiro se encontrava em uma casa de luxo na zona oeste do Rio, em imóvel com piscina e churrasqueira.

19 Reações

Leia também