Update privacy choices
Notícias

Candidatura de Lula lidera arrecadação de pessoas físicas

Yahoo Finanças
Protesto a favor da liberdade e do registro da candidatura do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva em Porto Alegre (RS). Foto: (Davi Magalhães/Futura Press)

A principal fonte de financiamento de partidos e candidatos nesta eleição é o fundo eleitoral de R$ 1,59 bilhão do orçamento da União. Outra fonte importante é o “crowdfunding”, o financiamento coletivo captado por meio de vaquinhas virtuais na internet. Podem doar para os candidatos pessoas físicas por meio de empresas autorizadas pela Justiça Eleitoral.

“Ofensa ao povo”, diz Alvaro Dias sobre Lula candidato
As confissões da Polícia Federal sobre a ilegal prisão de Lula
Debate RedeTV!: Candidatos a presidente se enfrentam nesta sexta-feira, dia 17

Conforme levantamento do portal G1, três candidaturas concentram  90% do R$ 1,3 milhão arrecadado pelos presidenciáveis nas vaquinhas virtuais até esta quarta-feira (15).  Lula (PT) concentra sozinho 45,9% do total arrecadado. João Amoêdo (Novo) e Marina Silva (Rede) obtiveram 27,2% e 17%, respectivamente.  Essas são as vaquinhas oficiais dos candidatos

Apoia (João Amôedo)
Confia Brasil (Alvaro Dias)
Doação Legal (Alvaro Dias, João Goulart Filho e Vera Lúcia)
Essent (Geraldo Alckmin)
Fast (Alvaro Dias)
Juntos Venceremos (Cabo Daciolo)
Tua Ajuda (Ciro Gomes e Geraldo Alckmin)
Um a Mais (Lula)
Voto Legal (Guilherme Boulos e Marina Silva)

As doações arrecadadas pelos presidenciáveis por meio das plataformas de crowdfunding ainda não começaram a ser liberadas para as campanhas. Jair Bolsonaro (PSL),  José Maria Eymael (DC) e Henrique Meirelles (MDB) não registraram vaquinhas oficiais para arrecadar doações pela internet.

Caso venha a ter sua candidatura à presidência impedida pela justiça, os recursos doados para a campanha do ex-presidente Lula devem ser repassados para o candidato substituto do PT.

98 Reações

Leia também