Update privacy choices
Notícias

De volta ao monte, Cabo Daciolo pede que eleitores adotem jejum e oração

Yahoo Notícias
Reprodução/Facebook

Presidenciável do Patriota, Cabo Daciolo anunciou na última semana que deve se isolar novamente em “monte” até o dia 26 de setembro — o intuito é o mesmo do último afastamento do deputado federal: jejum e oração. Em vídeo divulgado nas redes sociais, candidato estende convite a eleitores e pede que se apliquem na leitura da Bíblia e se alimentem apenas com “o que vem da terra”.

Leia mais:
Cabo Daciolo entra com pedido no TSE por voto em cédulas
De desconhecido a protagonista no debate, conheça Cabo Daciolo

Daciolo se isolou no Monte das Oliveiras, no bairro de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, logo após o debate da TV Bandeirantes, veiculado dia 9 de agosto. Na ocasião, ele alegou que fugia de pessoas que queriam matá-lo e afirmou que jejuava e orava pois a guerra que enfrentava estava “no plano espiritual”. Ele deixou o local para participar do debate da RedeTV, uma semana depois, com a promessa de retornar. 

O novo destino do candidato à Presidência foi anunciado aos pés do Dedo de Deus, pico localizado em Teresópolis, na região serrana do Rio. Daciolo estava cercado de assessores, jornalistas e seguidores — alguns carregando violões e tocando hinos de louvor. O grupo esperava uma forte neblina se dissipar na região para iniciar a subida.

Vamos nos alimentar de tudo o que é da terra. Tudo o que a terra proporcione você se alimente. E vamos entrar em um plano espiritual. Jejum, oração e leitura da Bíblia. Hoje eu saio desse ao vivo, desse momento que nós estamos vivendo, e nós estamos indo para o monte. E vamos ficar 21 dias orando e clamando pela nossa nação”, declarou o deputado em vídeo.

Apesar do isolamento, o presidenciável do Patriota garante que ainda deve realizar campanha nas ruas para mostrar suas propostas para a população. A prioridade, no entanto, é refletir sobre os planos que “Deus colocou em seu coração”.

“Nós vamos ter tempo de apresentar, só que temos que agir com a estratégia divina. Eu não posso lutar contra eles com as armas deles. Eles estão agora nas ruas fazendo politicagem, que é o que sabem fazer de melhor. Estão com milhões no bolso deles, têm como gastar fortunas. Nós temos Deus”, diz.

10 Reações

Leia também