Update privacy choices
Notícias

Em entrevista em rádio de MG, Dilma pede "cola" a assessores

Yahoo Notícias
Cristiane Mattos/O Tempo/Futura Press

Candidata ao Senado por Minas Gerais, a ex-presidente Dilma Rousseff precisou de uma cola para responder à pergunta de um repórter da rádio Torre, de Janaúba, município com 72 mil habitantes.

O repórter questionou Dilma sobre suas propostas para a região norte do estado, comparando-a ao Nordeste brasileiro.

“Olha, vocês podem esperar aquilo…Só um pouquinho”, disse.

“Ô, Leonora, me dá o papel. Dá o papel. Tá com o Valdeci, o papel, Valdeci”, afirmou em seguida.

“Não sei o que você tá fazendo lá fora”, completou.

Alguns segundos depois, Dilma diz ao repórter: “Pode fazer a sua pergunta”. Ele então repete o que havia já havia perguntando.

Nota da assessoria:

Sobre a notícia de que Dilma Rousseff teria interrompido uma entrevista, como publicaram os jornais O Tempo e Estado de Minas, a assessoria de imprensa da candidata ao Senado esclarece:

O episódio ocorrido no sábado, 8 de setembro, traduz uma má vontade de determinados veículos de comunicação com a candidata Dilma Rousseff.

A entrevista não era ao vivo. Foi solicitada a Dilma Rousseff pelo repórter José Ambrósio, da Rádio Torre, quando ela deixava uma residência no interior de Minas Gerais.

Era uma entrevista gravada que foi ao ar na manhã desta segunda-feira, 10 de setembro. Sem o trecho citado, em que Dilma solicita um papel a um assessor que estava com os dados da região.

A entrevista tratou da situação de Minas, que passa por grave crise econômica agravada pelo boicote permanente do governo golpista de Temer e seus aliados.

Os mesmos golpistas que promoveram o impeachment da presidenta e perseguem o governo de Fernando Pimentel, alvo da sabotagem de tucanos e do PMDB.

A má vontade fica evidente ao tornarem públicos diálogos em que Dilma pede um relatório com números. Dão ares de escândalo, mas o assombro está no comportamento do repórter, que vazou o áudio tentando desconstruir a imagem de Dilma Rousseff.

Qual profissional de imprensa “vaza” os bastidores da entrevista que ele conseguiu com uma pessoa pública? Isso é um desserviço ao jornalismo e ao papel da imprensa. Um lamentável retrato da mídia comprometida em promover desconstruções de adversários.

59 Reações

Leia também