Update privacy choices
Notícias

Fux: Justiça poderá anular candidatura baseada em fake news

Yahoo Notícias
Os ministros Luiz Fux declarou que Justiça pode anular candidaturas baseadas em fake news. Foto: Fátima Meira/Futura Press

O candidato que basear sua candidatura em fake news –notícias falsas– não terá vida fácil. Ao menos é o que promete o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux. Em entrevista ao jornal “O Globo”, ele afirmou que Justiça poderá anular candidaturas que se ancorem nesse expediente. Ele também lembrou que a medida está prevista no Código Eleitoral que prevê multas e até cassação de diploma em caso de irregularidade.

“Se houver a comprovação de que uma candidatura se calcou em fake news, essa candidatura pode ser anulada”, disse durante o 28º Congresso Brasileiro de Radiofusão. Fux argumentou que informações enganosas e fraudulentas causam dano “irreparável” à candidatura alheia e que todos precisam estar atentos ao processo eleitoral e checar a veracidade de informações antes de compartilhar nas redes sociais.

TSE multa Facebook por descumprimento de ordem judicial
Em cenário sem Lula, Marina Silva lidera entre mais pobres, diz Datafolha
Planos de governo dos presidenciáveis e os direitos humanos LGBTI

Para Fux, a propaganda eleitoral tem objetivo de mostrar as virtudes e qualidades do candidato e que esse espaço pode ser desvirtuado com o avanço das fake news. “É importante que haja um lisura no processo”, disse.

Fux ainda defendeu algum tipo de regulação com possibilidade de responsabilização das plataformas que disseminem fake news. “Precisamos ter a concepção universal da informação, pensar na diversidade cultural para salvar a soberania do jornalismo. Precisamos pensar na democracia a partir de informação. Há uma conexão entre o jornalismo e a politica”, argumentou.

Reações

Leia também