Update privacy choices
Notícias

Homem é preso em flagrante após matar a namorada por ciúmes de mensagens no celular

Yahoo Notícias
Reprodução/Facebook

Um comerciante de 23 anos foi preso em flagrante na tarde da última quinta-feira (30) suspeito de ter matado a namorada a tiros em Goianira (GO). À polícia, o homem disse informalmente que o crime teria sido motivado por ciúmes e que teria mirado o revólver na mulher acreditando não ter munição.

A vítima, Mônica Gonzaga Bentavinne, de 22 anos, foi baleada na cabeça após se recusar a mostrar as mensagens em seu celular ao namorado, identificado como João Carlos dos Reis Arantes. Os dois cultivavam um relacionamento há seis meses.

“Ele disse que era ciumento, pediu para ver o celular dela porque não queria que ela conversasse com mais ninguém. Ela se recusou, ele pegou a arma e deu um tiro para o alto, mas a arma falhou. Ele disse que achou que não tinha mais balas e disparou contra o rosto dela”, disse o delegado responsável pelo caso, Bruno Costa e Silva, à TV Anhanguera.

Ao perceber que a bala havia atingido Mônica, João Carlos ainda tentou socorre-la, encaminhando a mulher a um hospital. No entanto, ela não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Os funcionários da unidade acionaram a Polícia Militar e prenderam o comerciante em uma sala até que policiais chegassem.

O homem foi detido e levado a uma delegacia, sendo autuado em flagrante por feminicídio — no caso, quando o crime é cometido por questões de gênero. A pena varia entre 12 e 30 anos de prisão.

Reações

Leia também