Update privacy choices
Notícias

Polícia identifica suspeito de matar copeira desaparecida em São Paulo

Yahoo Notícias
Reprodução/Facebook

A Polícia Civil de São Paulo aponta que o dono da casa onde foi encontrado o corpo da copeira Dilma Silva Oliveira, 45, é o principal suspeito do crime. Ela estava desaparecida desde 11 de agosto e foi encontrada na quinta-feira (16).

A polícia encontrou o corpo de Dilma atrás de um sofá, enrolado em um plástico e já em estado avançado de decomposição. O imóvel em questão fica em Taboão da Serra, região metropolitana de São Paulo.

Foragido, o homem já teria sido denunciado por estupro em 2010 e era procurado por outro estupro do qual é acusado, este praticado em abril de 2018.

Imagens de uma câmera de vigilância chegam a mostrar o suspeito abraçando Dilma enquanto ela passava pela rua onde seu corpo foi encontrado. As imagens foram feitas no dia do desaparecimento.

Christian Nimoi, delegado do 2º DP de Taboão da Serra, as imagens foram cruciais para obter a fotografia do crime. “Foi um crime de oportunidades idade, então a copeira não era a vítima, mas ele abordaria a primeira mulher que aparecesse naquele horário”, afirma ele.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Taboão da Serra.

84 Reações

Leia também