Análise: No primeiro duelo entre o atacante do Atlético-MG e o atacante/artista do Flamengo, deu Hulk

Existem maneiras diferentes de se formar um elenco, de se gerir uma carreira. Ainda que não tenha uma fórmula certa ou errada, o resultado após as escolhas acaba fatalmente impondo um juízo de valor. A partida no Mineirão colocou frente a frente opostos. Quem venceu foi o Atlético-MG por 2 a 1, resultado que trouxe vantagem sobre o Flamengo para se classificar para as quartas de final da Copa do Brasil.

Hulk foi o nome da partida, com um gol e uma assistência. Apesar da sedutora e recorrente comparação entre o atacante do Galo e Gabigol, os dois atualmente não parecem muito estar na mesma página.

Boa sorte: Paulo Sousa se despede após resolver impasse sobre multa e deixa recado para o clube Interesse: Braga tenta empréstimo de Léo Pereira, do Flamengo, mas clube prioriza venda

O primeiro, aos 36 anos, impressiona pela longevidade. Tanto técnica quanto física. Ele levou a defesa do Flamengo à loucura durante todo o jogo. O segundo, em meio ao pior momento do Flamengo desde que chegou ao clube, em 2019, mergulha numa carreira paralela, de artista. Lil Gabi, cantor de rap, e Gabigol, são facetas diferentes do mesmo Gabriel Barbosa, 25 anos, com atuação discreta no Mineirão.

A partida de volta, no Maracanã, acontecerá no próximo dia 13. O Atlético-MG precisará de um empate para seguir na competição. O Flamengo terá de correr atrás do prejuízo, como fez durante praticamente toda partida na noite desta quarta-feira.

O primeiro gol da partida, marcado por Hulk, saiu cedo, ainda aos 7 minutos do primeiro tempo. Uma batida que encobriu Diego Alves, o 21º gol em 27 jogos na temporada.

A partida ficou ainda mais à feição do Galo quando saiu o segundo gol, marcado por Ademir, após cruzamento de Hulk. O jogador de 27 anos é um bom exemplo das estratégias diferentes que as duas diretorias adotam na montagem dos elencos. O Flamengo, com mais recursos disponíveis, paga mais caro por jogadores de mais nome. Essa semana, tirou Everton Cebolinha do Benfica por até 16 milhões de euros.

Enquanto isso, Ademir, depois de grandes temporadas pelo América-MG, foi para o Galo a custo zero. Virou peça importante no elenco do Atlético este ano. Em duas partidas contra o Flamengo na temporada, uma pelo Brasileiro, outra pela Copa do Brasil, fez dois gols.

Curiosamente, não foi um medalhão, mas sim Lázaro, prata da casa, quem descontou para o Flamengo e manteve o time vivo para a partida de volta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos