Análise: Postura do São Paulo e noite ruim do Palmeiras nas conclusões definem segundo clássico em três dias

Talvez pela proximidade entre os dois jogos (foram apenas três dias de diferença entre eles), o duelo entre São Paulo e Palmeiras, pela Copa do Brasil, teve roteiro muito parecido com o de segunda-feira, pelo Brasileiro. Seja pelo tricolor saindo na frente, seja pela postura das equipes. Mas, desta vez, o time de Rogério Ceni conseguiu evitar o mesmo desfecho e saiu na frente na briga por uma vaga nas quartas de final com uma vitória por 1 a 0. Uma mostra de que soube virar a página da virada sofrida no começo da semana e aprendeu as lições.

O resultado deixa o São Paulo em vantagem. No próximo confronto (apenas no dia 14 de julho), no Allianz Parque, qualquer empate o classifica. Já o Palmeiras precisa de uma vitória por dois gols de diferença para avançar. Ou, ao menos, por um gol para levar a disputa para os pênaltis.

No Morumbi, os são-paulinos mais uma vez impuseram seu ritmo no primeiro tempo. Com uma marcação adiantada, anularam a saída de bola palmeirense e pressionaram o gol de Weverton. Os números ilustram bem esta estratégia. Foram 11 desarmes para o time da casa (contra nenhum da equipe de Abel Ferreira) e seis finalizações (contra apenas uma). Um postura recompensada com o gol de Patrick, aos 31.

Até aí, contudo, nada muito diferente do confronto da última segunda-feira. Inclusive pelo autor do gol. O diferencial veio na etapa final, quando, embora o São Paulo tenha baixado a intensidade e as linhas de marcação, não deu tanto campo para o Palmeiras jogar como há três dias.

O time alviverde construiu mais do que no primeiro tempo e teve mais chances. Mas a verdade é que, desta vez, não esteve perto de empatar. A equipe deixou muito a desejar na conclusão. Em todo o jogo, foram seis finalizações, mas nenhuma na direção do gol.

Ainda no quesito lições, resta saber quem aprenderá a última e mais decisiva. A final do Paulista já mostrou que os palmeirenses são capazes de reverter placares maiores (golearam por 4 a 0 após o São Paulo vencer por 3 a 1 na ida). Pode servir tanto de inspiração para eles como de exemplo a não ser seguido pelo tricolor.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos