Ana Hickmann revela que processa hotel em que sofreu atentado e relembra detalhes: 'Foram 20 minutos de tortura psicológica'

·3 min de leitura

Ana Hickmann relembrou detalhes do atentado que sofreu em maio de 2016, em Belo Horizonte, em que seu quarto foi invadido por um homem que pensava em atirar nela. A apresentadora do "Hoje em dia" revelou que está processando o hotel em que tudo aconteceu e abriu o coração ao relembrar detalhes do ataque que sofreu ao lado do cunhado, Gustavo Corrêa, e da sua então esposa Giovana Oliveira.

“Existem três processos que correm em segredo de justiça contra o hotel, que foi negligente em muitas coisas”, afirma ela ao "Link podcast", comandado por Celso Zucatelli, completando: "Ele rendeu o Gustavo pouco antes de entrar no nosso quarto, invadiu, fez roleta russa com a gente. Foi uma coisa horrorosa. Foram 20 e poucos minutos de tortura psicológica. Era uma pessoa doente e que precisava de uma ajuda e ninguém percebeu. Se alguém um dia eu falasse para mim que isso ia acontecer não ia acreditar”.

Hickmann relatou os momentos difíceis que viveu ao lidar com as questões judiciais que surgiram após o atentado:

“Foi algo que doía na gente. Nós fomos vítimas, aquilo que aconteceu foi para poder salvar nossa vida, mas mesmo assim fomos colocados no banco de réu. Porque quando o Gustavo sentou lá, ele não sentou sozinho, eu e a Giovana estávamos junto com ele, ali naquele momento, a família toda, e aquilo não era justo. Mas, graças a Deus, vencemos e provamos isso, deixamos bem claro o que aconteceu que foi defesa”.

Hickmann também recordou o processo de descoberta do câncer do marido, Alexandre Corrêa, e dos momentos em que quase o perdeu para a doença. A apresentadora contou que escondeu de Alexandre que já sabia da possibilidade de que ele poderia ter câncer.

“Eu já sabia da suspeita e ele não. Fiquei segurando isso quase uns 10 dias até ter a certeza. Foi uma montanha russa, uma loucura. Duas semanas depois, veio o resultado. O chão se abriu”, desabafou ela.

O Link Podcast desta semana, comandado por Celso Zucatelli, tem Ana Hickmann como convidada. A entrevista ficou disponível nesta terça-feira (23/11), no canal do programa no YouTube.

No programa,

Ana também relata os momentos difíceis que viveu ao lidar com as questões judiciais que surgiram após o atentado. “Foi algo que doía na gente. Nós fomos vítimas, aquilo que aconteceu foi para poder salvar nossa vida, mas mesmo assim fomos colocados no banco de réu. Porque quando o Gustavo sentou lá, ele não sentou sozinho, eu e a Giovana estávamos junto com ele, ali naquele momento, a família toda, e aquilo não era justo". E conclui: “Graças a Deus vencemos e provamos isso, deixamos bem claro o que aconteceu que foi defesa”.

Na entrevista, Ana Hickmann ainda relembra todo o processo de descoberta do câncer do marido, Alexandre Corrêa, e dos momentos em que quase o perdeu para a doença. A entrevistada revela que escondeu do marido que já sabia da possibilidade de que ele poderia ter câncer. “Eu já sabia da suspeita e ele não. Fiquei segurando isso quase uns 10 dias até ter a certeza. Foi uma montanha russa, uma loucura”. No entanto, houve uma confirmação. “Duas semanas e aí veio o resultado. Bom, o chão se abriu”, desabafa.

A convidada também fala do início da carreira como modelo e apresentadora de TV e ainda conta como conheceu o marido e realizou o sonho de ser mãe.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos