Anatel faz pesquisa para saber opinião de usuários sobre serviços de telecom

Por meio de entrevistas por telefone, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) iniciou uma nova pesquisa para saber o opinião dos usuários sobre os serviços de telecomunicações no Brasil. O resultado obtido, segundo o órgão regulador, vai compor o Selo de Qualidade das prestadoras. O objetivo é ouvir 90 mil consumidores em todo o país.

Além de perguntas sobre a qualidade percebida pelos clientes, o levantamento inclui questões sobre idade, renda e escolaridade, que vão compor um perfil sociodemográfico. A Anatel esclarece, no entanto, que a pesquisa não traz perguntas sobre números de documentos pessoais, e-mail, endereço, número de cartão de crédito ou débito, dados bancários ou senhas.

Os entrevistados vão avaliar a qualidade do atendimento da prestadora, com informações a respeito do serviço contratado, do funcionamento e da cobrança ou da recarga. Serão ouvidos clientes de telefonia fixa e móvel, banda larga fixa e TV por assinatura das empresas Algar, Brisanet, Claro, Gigabyte, MOB Telecom, Oi, Sky, Tim, Unifique, Valenet e Vivo.

Caso específico da Oi

Ainda de acordo com a Anatel, no caso dos usuários do serviço de telefonia celular da Oi, as entrevistas serão feitas considerando as empresas de transição, já que houve migração dos consumidores da operadora para as empresas Claro, TIM e Vivo.

"O resultado irá integrar os indicadores, índices e selo de qualidade dessas empresas de transição e será utilizado para o acompanhamento da satisfação e da percepção de qualidade desses consumidores em transição da antiga Oi Móvel para as empresas compradoras", explicou a Anatel.

A divulgaçao do resultado final ocorrerá no primeiro trimestre de 2023, permitindo comparar a percepção de qualidade dos usuários por prestadora, serviço e unidade da federação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos