Anderson Freire é o primeiro cantor gospel a gravar um Spotify Singles no Brasil

·1 min de leitura

O Spotify Singles apresenta um lançamento inédito com o cantor Anderson Freire, um dos maiores e mais requisitados nomes da música gospel nacional. O artista lançou, na quarta-feira, na plataforma de streaming a canção autoral "Confiar em Deus", com produção musical assinada por André Freire e Janderson Almeida.

"Fiquei muito honrado em ser convidado pelo Spotify para participar do projeto. A ficha demorou a cair. É um prazer compartilhar esta canção que nasceu para consolar, inspirar e reaquecer a fé. Nos últimos meses, a humanidade tem experimentado uma diversidade de emoções, inesperadamente, gerando e até mesmo multiplicando conflitos, fazendo a alma pesar", explica o cantor, que completa: "'Confiar em Deus' trata sobre isso: identificarmos a luz no fim do túnel, Jesus, e fortalecermos nossa fé depositando toda nossa confiança nele".

Freire tem mais de 1,2 milhão de ouvintes mensais no Spotify, dez anos de carreira solo e é um dos compositores mais requisitados do gênero Gospel no Brasil. O cantor possui em seu repertório vários hits que ultrapassaram fronteiras, como "Raridade", hoje com mais de 54 milhões de streams, e "Acalma o meu coração", com mais de 29 milhões de plays no Spotify. O artista ainda conquistou o Grammy Latino 2016, com "Deus Não Te Rejeita", na categoria Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa, além de ter recebido recentemente sua sexta indicação ao Grammy Latino, com o EP "Seguir Teu Coração".

Desde o início do programa, em 2017, o Spotify Singles gerou mais de cinco bilhões de streams. O programa foi criado para dar aos artistas a oportunidade de gravar novas versões de suas próprias músicas e as canções dos artistas que amam. Até o momento, foram gravados mais de 680 singles como parte do programa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos