Anderson Leonardo cita ciúme de Mayon e fala de receio em se envolver com alguém do mesmo sexo: 'Assustado'

·1 minuto de leitura

O cantor Anderson Leonardo, do Grupo Molejo, voltou a falar sobre o caso envolvendo o MC Maylon, que o acusa de tê-lo estuprado. A denúncia é investigada pela polícia. No papo, o artista, de 48 anos, voltou a negar o crime, citou ciúme de Maylon e disse pensar que o jovem tivesse gostado do encontro que os dois tiveram. O artista falou ainda sobre o receio em ter relações do tipo após o episódio.

"Você fica assustado, porque o cara expôe uma parada sua, que é um negócio ali, trancadinho, tranquilo. E juro que pensei que o cara tivesse gostado. Pelo visto não gostou. Explanou", disse ele, em entrevista a Alê Oliveira, no Youtube.

Leia também

Na conversa, ele reiterou que os dois se relacionaram, mas que sequer teria força física para praticar o crime: "Meu negócio é direitinho, bacaninha, no romance. Até porque um senhor tem que ser romântico. Ainda mais do jeito que foi contada a parada", pontua ele, que nega ter sido violento com MC Maylon: "Eu não tenho essa força".

Sobre a relação dos dois, Anderson conta ainda que trouxe uma cantora de Manaus, a quem classificou como "ótima" vocalista. E, segundo ele, quando deixou que Maylon assumisse o microfone para se apresentar, o jovam "não foi bem".

"Ele começou a ficar com ciúmes da menina", afirma ele, que acrescenta: "Anderson não é homofóbico. Ama as pessoas."

Ele diz que, quando se envolve com alguém do mesmo sexo, "faz quietinho" e que já teve esse tipo de experiência em sua juventude. Disse que, à época do episódio com Maylon, não estava em nenhum relacionamento sério: "Não envergonhei ninguém. Não traí ninguém", afirma Anderson, que confessa receber cantadas de jovens pela internet.