Andrew Tate detido por tráfico humano

O polémico influencer Andrew Tate foi detido na Roménia, na quinta-feira, estando acusado de violação, tráfico humano e formação de um grupo organizado.

Segundo os "media" romenos, que citam as autoridades locais, Tate foi detido juntamente com o irmão Tristan e outros dois suspeitos, de nacionalidade romena, após cinco buscas domiciliárias em Bucareste e Ilfov, onde os detidos têm propriedades.

A polícia refere que foram identificadas seis mulheres que foram, alegadamente, exploradas sexualmente.

Os procuradores acreditam que o antigo pugilista anglo-americano e os outros detidos, recrutavam, alojavam e exploravam mulheres, obrigando-as a produzir conteúdos pornográficos, destinados a serem distribuídos na internet.

As autoridades acreditam que, através deste esquema, os irmãos, que estavam a ser investigados desde abril, conseguiram obter avultadas quantias de dinheiro.

Esta semana, Andrew Tate esteve envolvido em outra polémica no Twitter com a ativista climática Greta Thunberg.

O anglo-americano provocou a sueca dizendo que tem 33 carros de grande cilindrada e pediu-lhe o e-mail para lhe enviar a lista das emissões.

Thunberg não se ficou e respondeu que ele poderia enviar a lista para o endereço eletrónico energiadopénispequeno@arranjaumavida.com.

Tate, que foi banido de várias plataformas por comentários misóginos e discurso de ódio,continou a trocar mimos com a ativista de 19 anos. E fez uma nova publicação no Twitter:

"Obrigado por confirmares através do teu endereço de e-mail que tens um pénis pequeno, Greta. O mundo estava curioso. E eu concordo que devias arranjar uma vida”, ouve-se o ex-pugilista a dizer num vídeo em que recebe uma caixa de pizza.

Terá sido devido a essa caixa que a polícia se apercebeu da presença do influencer na Roménia, levando assim à sua detenção.

Pouco depois de ser divulgada a notícia de que Andrew Tate tinha sido detido, Greta Thunberg twitou simplesmente que “isto é o que acontece quando não se recicla as caixas das pizza”.