Aneel quer aumentar em até 57% a taxa cobrada na conta de luz

·2 min de leitura
A medida poderá encarecer a conta de luz futuramente (Getty Image)
A medida poderá encarecer a conta de luz futuramente (Getty Image)
  • Companhia estuda aumentar os valores das bandeiras amarela e vermelha na conta de luz

  • Reajustes podem deixar a conta de luz até 10% mais cara

  • Empresa defende que tarifas pouco provavelmente seriam aplicadas em 2022

Não é de hoje que a energia elétrica tem ficado mais cara. Os aumentos gradativos no preço da luz tem preocupado famílias e gerado incertezas sobre o equilíbrios das finanças domésticas. Mesmo assim, a Agência Nacional de Energia Elétrica decidiu abrir uma consulta pública para atualizar as faixas de acionamento das bandeiras tarifárias para 2022.

O aumento proposto pode encarecer a taxa em ate 57%. De acordo com os diretores da Aneel, a mudança nos valores das bandeiras não devem impactar nas despesas dos brasileiros em 2022. Eles afirmam que há uma grande possibilidade da permanência da bandeira verde até o final do ano.

Reajustes podem aumentar em até 10% a conta de luz

Na proposta, a bandeira amarela passaria a ter um adicional de R$ 29,27 por megawatt-hora (MWh). Atualmente, o valor é fixado em R$ 18,74 por MWh. A mudança implicaria em elevação de cerca de 5% da tarifa média das residências.

No caso da bandeira vermelha 1, saltaria de R$ 39,71 para R$62,37 por megawatt-hora (MWh). O impacto seria 10% maior no valor total da conta. A companhia também estimou uma redução de 2% no adicional da bandeira vermelha 2, para R$ 93,3 por MWh, sendo que agora é de R$ 94,92 por MWh.

A empresa justifica o reajuste pela elevação do custo do despacho térmico em razão da alta do custo dos combustíveis e pela correção monetária pelo IPCA. Amtes de colocar a medida em vigor, a companhia abrirá uma consulta pública que receberá contribuições entre os dias 14 de abril e 4 de maio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos