Anfitriã do G20, Indonésia pede que Putin e Zelenskiy "forjem a paz"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidente da Indonésia, Joko Widodo, discursa durante reunião de cúpula da ONU sobre o clima em Glasgow
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

JACARTA (Reuters) - O presidente da Indonésia, Joko Widodo, disse na sexta-feira que havia recusado um pedido de envio de armas feito pelo líder da Ucrânia e fez um apelo para que ele e seu homólogo russo acabem com a guerra na Ucrânia.

A Indonésia está atualmente presidindo o Grupo dos 20 (G20), formado pelas maiores economias do mundo, e convidou tanto o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, quanto o líder russo, Vladimir Putin, para a cúpula dos líderes do grupo em novembro, apesar das pressões de alguns países ocidentais para excluir a Rússia.

"Eu expressei minha esperança de que a guerra possa terminar logo, e soluções pacíficas possam ser forjadas através de negociações", disse Jokowi, como o presidente indonésio é comumente conhecido, em uma declaração online, acrescentando que havia falado com ambos os líderes por telefone esta semana.

Jokowi também disse que recusou o pedido de armas feito por Zelenskiy devido à política externa do país do sudeste asiático, que tenta trilhar um caminho de neutralidade estratégica. Ele disse que a Indonésia estava pronta para enviar ajuda humanitária.

Alguns membros do G20, como os Estados Unidos, Reino Unido e Canadá, fizeram um apelo à Indonésia para não convidar Putin devido à invasão russa da Ucrânia. A Rússia chama suas ações de "operação especial".

Mas Jokowi disse: "A Indonésia quer unir o G20, não deixar que haja fraturas".

A Ucrânia não é membro do G20, mas os presidentes do grupo já convidaram previamente outros países para reuniões de cúpula do grupo.

A participação de Zelenskiy no encontro na ilha indonésia de Bali "dependeria principalmente da situação no campo de batalha", disse Vysotskyi Taras, um alto funcionário do governo ucraniano, na quinta-feira.

Enquanto Jokowi disse que Putin pretendia comparecer, um porta-voz do Kremlin na semana passada disse que isso ainda não estava confirmado.

(Reportagem de Stanley Widianto; Reportagem adicional de Jiraporn Kuhakan in Bangcoc)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos