Angelyne, a 'rainha dos outdoors' que quer governar a Califórnia

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·4 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Muito antes do mundo conhecer Paris Hilton ou Kim Kardashian, Angelyne se apropriou do mercado da fama pela fama.

Agora, a "rainha dos outdoors de Los Angeles" estará nas cédulas de votação das eleições que acontecem nesta terça-feira (14), no estado americano da Califórnia, nas quais a população decidirá se o atual governador, Gavin Newsom, deverá ou não perder o cargo.

Sua candidatura, que inclui propostas como um dia anual de banho de espuma, um baile de máscaras e reabilitação para políticos, só poderia acontecer em Hollywood, mas não é - provavelmente - algo que deva ser levado inteiramente a sério.

"Já sou a rainha do Universo. Governar a Califórnia seria um passo atrás", diz a mulher que, com seu Corvette rosa brilhante, é parte da paisagem da cidade.

Durante décadas, ela esteve presente de maneira sugestiva em anúncios publicitários que luziam somente a palavra "Angelyne" em letras cursivas.

Sua maquiagem intensa, seu cabelo loiro platinado e um top decotado garantiam que ela não passasse despercebida pelos transeuntes.

Mas, afinal, o que ela anunciava?

"Todo mundo diz: 'Ah, você é tão bonita, tão bela. Alguém vai fazer algo contigo'. Mas ninguém fez... Assim, decidi fazê-lo eu mesma", contou Angelyne à AFP.

"Quando adolescente, participei de concursos de beleza... Depois, estive em uma banda de rock. E comecei a colocar anúncios publicitários. Foi aí que me tornei famosa internacionalmente".

- "Eu faço algo" -

O site de entretenimento IMDb possui resenhas de dezenas de aparições de Angelyne nas telas do cinema e da TV, como atriz ou, na maioria de vezes, simplesmente como "ela mesma", em participações que tradicionalmente são reservadas para atletas e músicos famosos.

Angelyne insiste que seu status de celebridade profissional tem fundamento, ao contrário de suas sucessoras mais jovens.

Paris Hilton "não faz nada. As Kardashians não fazem nada", afirma.

"Eu faço algo. Pinto, danço, produzo. Eu contribuo com a cultura no mundo e o que elas fazem? Não é para diminui-las, mas eu comecei com tudo isso".

As origens de Angelyne, no entanto, não são claras.

Algumas versões a descrevem como uma das milhares de aspirantes que chegam a Los Angeles vindas de pequenas cidades dos Estados Unidos para tentar conquistar o sucesso em Hollywood.

Ela, contudo, afirma ser nativa da Califórnia, mas sem detalhar de qual parte.

"Tenho um doutorado em química e pensava em ser química, mas, de alguma maneira... fui levada para o mundo do espetáculo", acrescentou a "rainha dos outdoors", sem oferecer mais detalhes.

- Campo de concentração nazista -

Um perfil de 2017 na revista Hollywood Reporter diz que seu nome de batismo é Ronia Goldberg, nascida na Polônia em 1950, filha de judeus que sobreviveram ao Holocausto e migraram para Israel para viver como ultraortodoxos, antes de se mudarem para os Estados Unidos em 1959.

Depois, já conhecida como Renee, esteve casada por um breve período com o homem de negócios Michael Strauss. Anos depois da separação, ele retornou a Los Angeles e se encontrou com sua ex-mulher, agora totalmente transformada.

"Me encontrei com Renee outra vez e ela já era a Angelyne", disse Strauss à Hollywood Reporter. "De repente, estava ela com seios enormes, cabelo loiro e esta voz, que costumava me enlouquecer. Não combinava com a pessoa que costumava ser".

- Estou ganhando -

Angelyne é uma entre dezenas de candidatos que querem desbancar o governador Gavin Newsom.

A votação, que se divide em duas partes, pregunta primeiro se o político deve ser destituído. Caso as respostas afirmativas superem os 50%, surge a questão de sua substituição. Neste caso, quem obtiver mais votos assume o comando do estado mais rico dos EUA, que equivale à quinta maior economia do mundo.

Este sistema de votação peculiar vem atraindo candidatos de todos os tipos, entre elas a celebridades de programas de reality show Caitlyn Jenner.

De acordo com as pesquisas de opinião, nenhum desses candidatos tem chance de ganhar. Contudo, a Califórnia tem em seu histórico a vitória de outra celebridade hollywoodiana, o ator Arnold Schwarzenegger, que se aproveitou de um "recall" similar em 2003 para se tornar governador.

Por sua vez, Angelyne, que também concorreu naquele pleito em que o protagonista da saga "O Exterminador do Futuro" se sagrou vencedor, não tem feito muita campanha agora em 2021.

"Se penso que vou ganhar? Não sei. Já estou ganhando. Não quero um trabalho de escritório", garantiu.

Enquanto suscita o interesse dos meios de comunicação, Angelyne atrai seguidores para seu site na internet e para o porta-malas de seu carro, onde vende camisetas com a frase "Angelyne governadora" por 100 dólares (cerca de R$ 520).

A AFP, por sua parte, se recusou a oferecer presentes como perfumes, champanhe ou "roupas íntimas rosas e de oncinhas", que Angelyne solicita em troca de entrevistas.

Se o perfil da Hollywood Reporter estiver correto, a candidata completará 71 anos pouco depois da votação.

hg/st/dl/rsr/rpr/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos