Angoulême: principal festival internacional de quadrinhos será adiado devido à nova onda de Covid

·1 min de leitura

Um dos mais tradicionais eventos de quadrinhos do mundo, o Festival Internacional de Quadrinhos de Angoulême, na França, será adiado por conta da nova onda de Covid-19 que atinge o continente. A 49ª edição estava programada para acontecer entre 27 e 30 de janeiro de 2022.

"Não vamos forçar o destino a qualquer custo", explicou o diretor-geral do festival, Franck Bondoux.

O principal evento no mundo dos quadrinhos já tinha realizado uma edição em 2021 muito perturbada pela pandemia de Covid-19, sem direito aos encontros com o público que costumam acontecer em junho.

Desta vez, Angoulême deve ser adiado para "o final do inverno ou o início da primavera", por volta dos meses de março ou abril. A decisão será tomada "dependendo de como a situação sanitária se desenvolver", acrescentou ele.

Bondoux lembrou que com este novo cancelamento o festival vai precisar de ajuda financeira "das autoridades públicas para garantir seu futuro".

Restrições de público para grandes eventos

O anúncio do governo, na segunda-feira, de que iria mais uma vez estabelecer um limite de público para grandes eventos (2.000 pessoas no interior e 5.000 ao ar livre) durante as próximas três semanas foi o golpe final. O festival deveria começar a montar suas estruturas na próxima semana.

O evento estaria "muito acima da capacidade da cidade", e os organizadores não poderiam assumir o risco diante da incerteza sobre a duração das restrições, disse Bondoux.

Com informações da AFP


Leia mais

Leia também:
França: Festival de Angoulême celebra interesse de Picasso pelos quadrinhos
Clássico e cult, storyboard "Dune" de Jodorowsky é leiloado por R$ 16,7 milhões em Paris

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos