Animais de estimação reduzem o estresse e a ansiedade de crianças nas aulas virtuais, diz estudo

·2 minuto de leitura

Uma pesquisa da Mars Petcare afirma que 79% dos professores notaram que seus alunos se sentem menos estressados na sala de aula virtual quando seu animal de estimação está por perto, e 83% dos entrevistados acham que a interação com o pet é importante para reduzir a ansiedade. O estudo avaliou as percepções dos profissionais de educação sobre os benefícios potenciais dos pets no ambiente on-line.

A empresa também apurou como os pais analisam os impactos positivos que a interação humano-animal (HAI) pode ter nas crianças durante o período da pandemia. Os dados mostram que 77% dos responsáveis disseram que o filho fica mais motivado quando seu animal de estimação está por perto durante o dia, e 76% acreditam que o pet ficou mais calmo agora que passa mais tempo com as crianças.

— Os pets têm ocupado um papel cada vez mais importante dentro das famílias, e a pandemia intensificou a relação com os tutores, principalmente pelas mudanças de hábitos que afetaram grande parte da população, incluindo as crianças — afirma Sheila Guebara, diretora de Assuntos Corporativos da Mars Petcare.

No âmbito escolar, o levantamento mostrou que a interação com animais de estimação ajuda as crianças a se relacionarem com seus colegas (68%); é boa para a saúde mental dos pequenos (73%); e ajuda no ensino (73%) quando eles têm a companhia do amigo pet.

Segundo a pesquisa da Mars Petcare, a maioria dos professores diz que passar o tempo com um animal de estimação aumenta os níveis de energia da criança (83%) e a motivação (81%) na sala de aula virtual. Eles também acham que as crianças se envolvem mais nas aulas quando seu pet está por perto (69%) e consideram mais fácil se concentrar nos trabalhos escolares (62%).

De acordo com o estudo, os pets ajudam a combater a solidão dos pequenos: 88% dos pais concordam que o animal de estimação ajuda o filho a se sentir menos sozinho. Os responsáveis dizem ainda que a interação com animais de estimação ajuda as crianças a se relacionarem com seus colegas (68%).

Um apoio emocional diário

Ainda de acordo com a pesquisa da empresa Mars Petcare, feita virtualmente com pais e professores que dão aula no Brasil para crianças entre 5 e 17 anos, tanto os pais (78%) quanto os professores (87%) concordam que a interação com animais de estimação deve ser usada nas atividades escolares, quando apropriado.

Outro levantamento, este realizado nos Estados Unidos e no Reino Unido, diz que os animais forneceram apoio emocional às crianças na pandemia. Mais de 83% dos pais disseram que o animal ajudou seus filhos a se sentirem menos solitários. Os pets também ajudaram a melhorar o desempenho acadêmico dos pequenos, de acordo com mais da metade dos pais, e 72% disseram que as crianças ficavam mais motivadas com o bichinho de estimação por perto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos