Anitta é inocentada em processo de fraude movido por fã; entenda

Anitta no MTV Video Music Awards deste ano; cantora foi inocentada em processo movido por fã, que virou piada após aparecer em série da Netflix (Foto: Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic)
Anitta no MTV Video Music Awards deste ano; cantora foi inocentada em processo movido por fã, que virou piada após aparecer em série da Netflix (Foto: Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic)

Acusada por Maria Ilza de Azevedo Silva de fraude, Anitta foi absolvido da ação movida pela fã, que apareceu em um dos episódios da série "Made in Honório" e disse não ter autorizado o uso de sua imagem na produção. A Netflix e a Conspiração Filmes, que também eram alvos do processo, também foram absolvidas.

Na ação, dona Maria acusava Anitta, a Netflix e a Conspiração Filmes de falsificarem um documento com a sua assinatura, já que ela nunca teria concedido permissão para aparecer na série. No entanto, de acordo com o Notícias da TV, que teve acesso à sentença do juiz Josue de Matos Ferreira, da 2ª Vara Cível de Macaé, o magistrado considerou o documento autêntico:

"Tendo em vista o resultado da prova pericial que atestou, com base nos elementos técnicos que informam a ciência da grafotecnia e nos achados analisados, que a assinatura foi promanada pelo punho escritor da autora sra. Maria Ilza de Azevedo Silva, declaro materialmente autêntico o documento e, consequentemente, rejeito a arguição de falsidade", escreveu.

A decisão foi baseada no laudo da perita grafotécnica Desiree Aquino Barreto Trancho e publicada no último dia 17. Dona Maria Ilza ainda pode recorrer. A defesa da idosa também pede que sejam analisados possíveis danos morais e materiais sofridos por ela.

Relembre o caso

Fã antiga de Anitta, dona Maria Ilza apareceu no quinto episódio de "Made in Honório". Na sequência, Anitta aparece se preparando para a sua apresentação no Rock in Rio, em 2019, e se surpreende com a presença da fã, sentada na sala de sua casa.

Apesar de não tratar a idosa mal, chamá-la pelo apelido de "Tia Ilza" e até receber o presente que ela havia levado - uma blusa feita por Maria -, a série mostrou Anitta reclamando da falha na segurança. Miriam Macedo, mãe de Anitta, ainda tentava resolver a situação dizendo que, na portaria, ela havia dito que tinha ido ao local entregar uma roupa e, por isso, foi liberada para entrar.

A desculpa não colou: "É isso. Isso é o que acontece na minha casa. De repente, eu olho e tem uma fã sentada no sofã. Quem chamou", reclama Anitta no documentário.