“As piranhas também estudam”, reforça Anitta sobre educação formal

·2 min de leitura
Anitta está lançando 'Faking Love' (Divulgação / Anitta)
Anitta no clipe de 'Faking Love' (Divulgação / Anitta)

Resumo da Notícia:

  • Anitta ajuda desmistificar o sexo ao falar de suas práticas de forma natural 

  • A cantora também ressalta que a festa é acompanhada por médicos e cuidar da saúde é importante

  • Empresária, a artista reforça que pessoas sexualmente ativas também podem ser altamente estudadas

Anitta está de volta ao Brasil e retomando sua agenda nacional participou do PodCats, de Virgínia Fonseca e Camila Loures nesta segunda-feira (23). No papo, que durou cerca de 3h, a Poderosa falou sobre a carreira como tem aproveitado os primeiros dias de volta.

Com mais de 10 anos de carreira, a cantora começou a investir na música após passar cerca de um ano estagiando na mineradora Vale. Mas para entrar na multinacional ela precisou ser aprovada em um dos concursos de estágio que são concorridíssimos.

“Eram 5 vagas para milhares de concorrentes. Passei pela prova e pela dinâmica para entrar. Fico falando de bofe, de pau o tempo inteiro, mas amo estudar. Para você que não sabe, quem transa também estuda. As piranhas também estudam. Podemos ser putas e inteligentes”, ressaltou no papo.

A artista ainda continuou defendendo a importância de se ter uma educação formal para garantir melhores oportunidades. “É uma loucura. Sabemos ler, escrever. A gente passa em concurso. Não julguem as piranhas, não sentimos frio, mas estudamos de short curtinho. [Sou] Uma puta que estuda”, completou.

Sexual e saudável

Com uma vida sexual ativa, Anitta ajuda a quebrar tabus e desmistificar o sexo para muitas mulheres no mundo falando sobre suas experiências. A cantora conhece tanto seu corpo que sabe quando um se relaciona com um parceiro com o pênis mais avantajado, causa uma irritação vaginal.

Mas isso não significa que ela esteja com algum problema de saúde sexual. “Fui à ginecologista para ver pepeca e ela disse que tenho a mais limpa e bem cuidada do consultório. Alô doutora Sônia, contei isso para todo mundo lá de casa”, contou durante o papo.

A empresária ainda revelou que a mãe, dona Míriam, fica preocupada quando ela conta que está fazendo muito sexo: “[A médica disse] ‘Que pepeca bem cuidada, pepeca limpa’. E falei: ‘Isso é uma pepeca que conhece a camisinha, que se protege e se previne’”.

O uso da camisinha, masculina ou feminina, é fundamental para que a pessoa tenha uma vida sexual saudável, principalmente quando se relaciona com parceiros diversos. Mas o produto também pode, e deve, ser usado por casais monogâmicos até que ambos façam exames complementares para que estejam resguardados sobre a vida fisiológica pregressa de cada um.

Vírus como herpes, sífilis e gonorreia tem um período curto de encubação, ou seja, o tempo que ele se ‘esconde’ no organismo até se manifestar no corpo. Já a hepatite e o HIV podem levar até dois meses para apresentarem os primeiros sintomas no corpo do hospedeiro. A camisinha ainda é o contraceptivo mais eficaz disponível no mercado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos