Anitta alerta sobre extermínio dos povos indígenas: “Tragédia para o Brasil”

·1 min de leitura
Anitta na Amazônia para o clipe  'Is That For Me', com Alesso (Divulgação)
Anitta na Amazônia para o clipe 'Is That For Me', com Alesso (Divulgação)

Anitta usou as redes sociais para falar sobre um ponto sensível da história do Brasil, a proteção dos povos originários, os indígenas. A artista é uma defensora do meio ambiente.

“Os povos indígenas enfrentam uma ameaça extrema à sua própria sobrevivência. Essas pessoas fazem parte da extraordinária história de nossa espécie. Seu desaparecimento seria uma tragédia para o Brasil e uma imensa perda para a humanidade. Não há tempo a perder”, escreveu em uma sequência de posts no Twitter.

Leia também:

A artista ainda compartilhou com os fãs como foi sua experiência na Amazônia. “Posso dizer sem hesitar, mesmo depois de uma carreira repleta de experiências extraordinárias, nada me deu maior alegria do que trabalhar com as tribos indígenas. Por meio deles, graças a eles, me reconectei com minha própria pré-história”, avalia.

E continuou: “Me senti privilegiada por poder compartilhar seu tempo e espaço, primeiro aprendendo pacientemente a ser aceita, depois registrando silenciosamente seu cotidiano - seus laços familiares calorosos, sua caça e pesca, como as refeições são preparadas e compartilhadas...”

Anitta exaltou a cultura milenar dos indígenas. “Suas maneiras mágicas de pintar seus rostos e corpos, a importância de seus xamãs, suas danças e rituais. Desta forma, pude sentir e transmitir sua gentileza”, afirmou.

Ameaçada por recordes e mais recordes de queimadas, a floresta tem um lugar especial na vida da artista. “Passei longos períodos na Amazônia, navegando em seus rios, sobrevoando selva densa e cordilheiras periféricas e, acima de tudo, convivendo com seu povo em pequenas comunidades espalhadas pela maior floresta tropical do mundo”, conclui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos