Anitta reafirma compromisso com campanha de Lula e brinca: "Tatuo até o nome dele"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Após declarar seu apoio a Luiz Inácio Lula da Silva na campanha pela presidência em 2022, Anitta afirmou que está tão decidida em seu voto que é capaz até de tatuar o nome do ex-presidente.

"Até eu que nunca cogitei votar no Lula agora voto. E se quiser eu vou e tatuo, faço outra tatuagem com o nome dele, entendeu? Só pra fazer mais uma propaganda", brincou ela em uma live com o músico Filipe Ret.

Em maio, Zé Neto, que faz dupla com Cristiano, atacou Anitta citando a Lei Rouanet e a tatuagem íntima, durante um show no Mato Grosso. "Somos artistas e não dependemos de Lei Rouanet, nosso cachê quem paga é o povo. A gente não precisa fazer tatuagem no ‘toba’ para mostrar se a gente está bem ou não", disse o cantor. A fala desencadeou uma crise no sertanejo, com apresentações de cachês milionários sendo canceladas. A Poderosa não perdeu tempo e se manifestou: "E eu achando que tava só fazendo uma tatuagem no tororó".

No ano passado, a carioca compartilhou um vídeo em que aparecia fazendo uma tatuagem no ânus. Na ocasião, a estrela pop fez duas artes. O responsável pelos riscos foi o gaúcho Lucas Maffei.

“Fui indicado por um amigo da minha esposa. A intenção era fazer algumas tatuagens pequenas, fazer retoques nas antigas e um desenho na região genital, mas ela se empolgou e quis fazer algo no ânus. Achei bem inusitado. Escrevi a palavra love (amor, em inglês)”, comentou Maffei. “Preferi não explorar muito a situação para preservar minha vida particular nas redes sociais.

*Com informações do jornal "O Globo"

Importância do apoio

Anitta declarou para os seus mais de 17 milhões de seguidores no Twitter que está com Lula nas eleições de 2022.

É a primeira vez que a cantora declara apoio a um candidato numa eleição —mas outros posicionamentos políticos da artista e a movimentação nas redes sociais depois da publicação sugerem que ela pode ter forte impacto sobre o jogo político.

Pedro Barciela, especialista de análise de redes, fez um levantamento de como o Twitter se comportou depois da publicação do thread da cantora. O que o gráfico gerado por ele mostra é o volume de postagens que continham o termo "Anitta" e em torno da arroba da cantora logo depois da declaração.

O primeiro dado que salta no levantamento é que o volume de usuários que a artista mobiliza vai muito além da política —ela chama para o debate perfis de fofoca, que ganharam um peso importante nas redes nos últimos anos, influenciadores e outros produtores culturais, caso do músico Lucas Silveira, da banda Fresno.

"A gente vê que há usuários de todos os cantos, de todas as correntes ideológicas. Até mesmo alguns atores que não necessariamente falaram sobre a Anitta ontem foram tragados pelo debate, como é o caso do Ciro Gomes."

O pesquisador Fabio Malini ressalta o papel que megainfluenciadores como Anitta têm de atrair até atores que não necessariamente querem se envolver com política.

*Texto original da Folhapress

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos