Anitta sofre ameaças por críticas a Bolsonaro: "Se morrer, volto como fantasma"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
LAS VEGAS, NEVADA - MAY 15: Anitta attends the 2022 Billboard Music Awards at MGM Grand Garden Arena on May 15, 2022 in Las Vegas, Nevada. (Photo by Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic)
Anitta posa para os fotógrafos no Billboard Music Awards em 15 de maio de 2022 (Foto: Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic)

Resumo da notícia:

  • Anitta disse em entrevista que recebe ameaças por críticas ao governo de Jair Bolsonaro (PL)

  • Cantora, no entanto, diz que não pretende parar de se posicionar

  • “Eu falo para a minha família: não se preocupem, se eu morrer, vou voltar como um fantasma e assombrá-los", brincou

Anitta falou sobre as ameaças que recebe por críticas contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) em entrevista à revista Interview. Com mais de 62,2 milhões de seguidores nas redes sociais, a estrela pop brasileira costuma ser alvo de ataques por parte de apoiadores do governo.

“Minha família tem um pouco de medo. Eu fui ao Brasil nessa semana e não contei a ninguém, por causa de algumas ameaças que tenho recebido”, disse ela.

A cantora deixou claro, contudo, que seguirá criticando o governo. "Estou muito ativa neste ano, com a chegada das eleições. Eu quero que esse país mude e não tenho medo”, continuou.

“Eu falo para a minha família: não se preocupem, se eu morrer, vou voltar como um fantasma e assombrá-los", brincou Anitta.

"Se eu precisar brigar com o presidente, eu vou brigar. Se eu precisar brigar com o ministro, eu vou brigar, como já fiz… Me preocupo em proteger o meio ambiente, os povos indígenas e a sociedade", prosseguiu ela.

"Minha família fala assim: 'Você tem que desacelerar'. E eu fico, tipo: 'Não! Os indígenas estão morrendo. A floresta está sendo morta. Precisamos fazer algo. Eu tenho a voz!'", afirmou.

Sobre o próprio Jair Bolsonaro, Anitta disse que é alvo de uma campanha presidencial de difamação. "Ele me odeia! Ele diz isso em voz alta. Mas agora entendo que a estratégia dele é usar meu nome apenas para criar buzz online e não vou deixá-lo fazer isso. Então estou evitando dizer o nome dele. Eu o chamo de Voldemort", analisou.

Apesar dos posicionamentos, ela descarta ser presidente no futuro. "Não não não! Eu não estou dizendo isso! Espero que o Brasil esteja em muito boas mãos e não precisem de mim. Antes de começar a me envolver na política, eu nunca soube como os seres humanos podem ser maus. É tão triste que o poder apenas deixa as pessoas cegas", finalizou.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos