ANJ, Abert e Aner divulgam carta em defesa da liberdade de imprensa e da Justiça Eleitoral

Associações que representam empresas de jornalismo assinaram uma carta em defesa da liberdade de imprensa, da democracia e do processo eleitoral. O documento, divulgado nesta segunda-feira, destaca que a "missão jornalística" só pode ser levada aos brasileiros com abrangência e transparência em ambiente de liberdade política, solidez das instituições e respeito à Constituição.

"Com base em seus princípios de defesa das liberdades de imprensa, de opinião e informação, as entidades da comunicação abaixo subscritas vêm a público reafirmar seu compromisso com o Estado de Direito e as decisões soberanas das eleições, referendadas por uma Justiça Eleitoral cuja atuação tem sido reconhecida internacionalmente", afirma.

O documento, assinado pela Associação Nacional de Jornais, pela Associação Nacional de Editores de Revistas e pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão, é divulgado na esteira de outras cartas em defesa da democracia que vieram à tona nos últimos dias.

Na semana passada, um movimento empresarial, coordenado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Fiesp), em defesa da democracia foi assinado por grandes investidores, empresários e representantes da sociedade civil. Outra carta, articulada por juristas e pela Faculdade de Direito da USP, já recebeu mais de 340 mil assinaturas, incluindo economistas, artistas, políticos e representantes da sociedade civil alinhados com diversos espectros políticos.

Os dois documentos devem ser lidos em evento marcado para o dia 11 de agosto, no Largo do São Francisco, onde fica localizada a Faculdade de Direito da USP.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos