Annalena Baerbock dedica dia a direitos humanos na Tuquia

A ministra dos Negócios Estrangeiros da Alemanha, Annalena Baerbock, aproveitou a atenção mediática da visita oficial à Turquia para conhecer, este sábado, organizações da sociedade civil.

Baerbock começou por se reunir com ativistas dos direitos da mulher, em Ancara, frisando que esses mesmos direitos representam "um indicador do estado democrático de uma sociedade".

A saída dos corredores ministeriais para o mundo exterior, diz a ministra, deve-se ao facto de que "a política externa não se resume ao intercâmbio entre ministérios" e que "significa também o reforço da convivência e do intercâmbio entre as pessoas" representadas pelo poder político.

Já numa passagem por uma organização de apoio a migrantes, a ministra alemã saudou o empenho da Turquia na integração e apoio à migração, numa altura em que se estima que o país acolha cerca de 3,7 milhões refugiados sírios.

O dia preenchido que não terminou sem um encontro com os principais partidos da oposição turca. Baerbock que começou a visita oficial com uma tensa conferência de imprensa com o seu homólogo turco, tem sido criticada pelo governo de Erdogan e aclamada pelos opositores do regime, após nos últimos dias ter abordado temas delicados como as relações com a Grécia e Chipre, o ofensiva no norte da Síria e a libertação de presos políticos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos