Anteprojeto da Suprema Corte para proibir o aborto vaza nos EUA e gera manifestações

A Suprema Corte americana estaria prestes a derrubar a decisão histórica que reconhece o direito ao aborto há quase meio século nos Estados Unidos. A informação foi divugada na noite de segunda-feira (2) pelo site de notícias Político, após o vazamento de um anteprojeto majoritário escrito pelo juiz conservador Samuel Alito e datado de 10 de fevereiro. A notícia levou centenas de pessoas pró e antiaborto a se manifestar em frente à sede da Suprema Corte, em Washington.

No texto de 98 páginas, intitulado "Opinião da Corte", o juiz Samuel Alito argumenta que a decisão Roe v. Wade, de 1973, que estabeleceu que a Constituição dos EUA protegia o direito da mulher ao aborto, foi "totalmente infundada desde o início". Na sequência, o magistrado afirma enfático: "Acreditamos que Roe v. Wade deve ser revogada", de acordo com o documento publicado pelo site Político.

"O aborto é uma questão moral profunda", prossegue Alito, "e a Constituição não proíbe os cidadãos de cada estado de regulamentar ou proibir o aborto". "A conclusão incontestável é que o direito ao aborto não está profundamente enraizado na história e nas tradições da nação", diz o juiz, acrescentando que a decisão "não é protegida por nenhuma disposição da Constituição".

Se esta conclusão for confirmada pela Suprema Corte, os Estados Unidos voltarão à situação anterior a 1973, quando cada estado era livre para proibir ou autorizar o aborto. Devido às opiniões divergentes sobre este direito das mulheres, é provável que a metade dos estados americanos, principalmente os do sul, mais conservadores e sujeitos à forte influência religiosa, decidam banir o aborto.

Com informações da AFP


Leia mais

Leia também:
Marcha das mulheres: milhares vão às ruas nos EUA para defender o direito ao aborto
Audiência crucial da Suprema Corte decide sobre direito ao aborto nos EUA
EUA: Biden defende aborto em 49º aniversário de decisão histórica sobre o tema

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos