Antes de ser morta pelo marido em SP, mulher fez declaração na internet

·2 min de leitura
Mulher morta pelo marido em SP fez declaração nas redes sociais pouco antes de morrer - Foto: Reprodução/Facebook
Mulher morta pelo marido em SP fez declaração nas redes sociais pouco antes de morrer - Foto: Reprodução/Facebook

Flavia Souza, de 24 anos, morta a facadas pelo próprio marido em Itanhaém, no litoral de São Paulo, na segunda-feira (18), publicou uma declaração de amor ao seu então companheiro Luis Eduardo Coelho, de 33, nas redes sociais dias antes do crime. Depois do ocorrido, a mensagem chamou a atenção de internautas. As informações são do G1.

A publicação foi postada na semana anterior ao crime, no dia 11, Flavia publicou uma foto dela com o marido na praia, com a declaração "Eu te amo e te escolhi pra viver". Minutos depois, Luiz comentou: "Também te amo, surtada".

Na postagem da publicação, no mesmo dia, alguns internautas elogiaram o casal. No entanto, comentários recentes, feitos após o crime, demonstram tristeza pela perda da jovem.

"'Escolheu pra viver'... A inocência nas palavras", compartilhou um. "Você foi uma guerreira", acrescentou outro.

Além desta publicação, o marido Luis Coelho postou, no dia 8 de abril, uma imagem com a frase "Fuja de gente que te trata bem quando convém, e no outro dia você se torna um estranho". Na época, os comentários concordavam com os dizeres. No entanto, comentários feitos após o ocorrido criminalizam o companheiro da jovem, e demonstram pesar pela perda de Flávia.

Entenda o caso

Flávia foi morta a facadas pelo próprio marido em Itanhaém, no litoral de São Paulo, na segunda-feira (18). Em seguida, o suspeito, companheiro da vítima, Luis Eduardo Coelho, de 33, tirou a própria vida. A polícia trabalha com a hipótese de feminicídio.

De acordo com a polícia, através de uma fresta da janela, familiares viram que os corpos estavam no chão, e acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Em nota, a prefeitura informou que a equipe chegou ao local, verificou que se tratava de um crime e chamou a Polícia Militar.

Na casa onde o casal morava, Flávia foi encontrada deitada com as costas no chão e cercada por sangue, com uma faca cravada próximo à região da cintura. Ela também apresentava ferimentos no pescoço e no braço.

O corpo de Luis Eduardo estava dentro de um quarto, com o peito e o pescoço lesionados. Segundo a Polícia Militar, ele teria se enforcado. A ocorrência foi registrada na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itanhaém.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos