Antes do debate, Bolsonaro diz que não vai 'apertar mão de ladrão'

Jair Bolsonaro (Foto: Rodrigo Paiva/Getty Images)
Jair Bolsonaro (Foto: Rodrigo Paiva/Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou neste domingo (29), ao chegar na TV Bandeirantes, que não vai “apertar mão de ladrão”, referindo-se ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, ele disse ainda que não se incomoda de ficar ao lado do petista e líder nas pesquisas eleitorais durante o debate.

O chefe do Executivo conversou com a imprensa antes de entrar no estúdio da Band, onde acontecerá o primeiro debate entre os presidenciáveis.

Mais cedo, o jornal informou que Bolsonaro e Lula não ficarão mais lado a lado, como estava previsto. A mudança ocorreu após pedido da segurança das duas campanhas.

No Twitter, o candidato do PDT ao Palácio do Planalto, Ciro Gomes, criticou a mudança.

“A emissora aceitou a pressão das candidaturas de Lula e Bolsonaro e alterou, de forma unilateral, o posicionamento dos candidatos no palco. O fato é inusitado. […] Ciro seguirá firme para mostrar ao Brasil que, ao contrário dos outros candidatos, não tem medo de cara feia”, declarou o presidenciável em sua rede social.

Veja a seguir as principais regras:

O debate vai se dividir em três momentos: perguntas sobre programas de governo, confronto entre os candidatos e questionamento dos jornalistas dos veículos organizadores.

O primeiro questionamento será destinado a todos os concorrentes. Eles deverão explicar em um minuto e meio as propostas de seus planos de governo.

Depois será a vez do confronto entre os candidatos. Bolsonaro será o primeiro a perguntar e pode escolher qualquer dos postulantes.

Depois do chefe do Executivo, será a vez de Ciro; Luiz Felipe d'Avila; Soraya Thronicke; Lula e, por último, Simone Tebet.

Segundo o portal UOL, no segundo bloco, será a vez dos jornalistas dos veículos envolvidos na organização do evento fazerem as perguntas.

A resposta deverá ser formulada em quatro minutos, sendo metade desse tempo destinado à réplica.

No último bloco, haverá novos confrontos entre os presidenciáveis, e a ordem deve seguir o sorteio prévio.

Nesse momento, serão oferecidos um minuto e mais um para a réplica. Quatro minutos serão usados para resposta e tréplica.

Por fim, os postulantes terão dois minutos para defenderem suas candidaturas.

De acordo com as regras do encontro, caso haja ofensa moral e pessoal, o candidato pode pedir ao moderador o direito de resposta imediatamente após a conclusão da fala do ofensor.

A solicitação será avaliada por um comitê formado por quatro jornalistas da organização do encontro e um advogado.

Caso o pedido seja aceito, o candidato ofendido terá 45 segundos para falar.

Primeiro debate presidencial

Onde assistir: O evento será transmitido pelas TVs Bandeirantes e Cultura. Será possível também assistir transmissão ao vivo pelo portal UOL e pelo jornal Folha de S. Paulo.

Quando: Hoje, 28 de agosto, a partir das 21horas.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.