Antony, Vini Jr., Paquetá e outros: veja estrelas atuais que brilharam na Copinha

A Copa São Paulo de Futebol Júnior é o torneio de base mais tradicional do Brasil e com 128 times, centenas de atletas tem a oportunidade de se destacar na competição. Alguns desses jogadores conseguem sucessos ainda maiores após a Copinha e se transferem para algum time do primeiro escalão da Europa, onde se tornam estrelas mundiais.

Como destacamos estrelas do futebol mundial que brilharam na Copinha, nomes como Neymar e Endrick não engrossam a lista. O craque do PSG disputou a competição em 2008, quando tinha 15 anos, e, mesmo com toda a expectativa criada, o máximo que ele conseguiu levar o Santos foi às quartas de final.

Já o atual atacante do Palmeiras foi o melhor jogador do último torneio, mas não está listado por ainda não ter ido para a Europa. Embora esteja com a transferência ao Real Madrid acertada, Endrick precisa completar 18 anos para jogar na Espanha. Confira a lista:

Marquinhos - Corinthians (2012)

Capitão do PSG e titular absoluto da seleção brasileira, o zagueiro Marquinhos começou a carreira no Corinthians, em 2012, e logo foi negociado com a Roma, da Itália. Mas antes de subir ao profissional, o jogador, aos 17 anos, disputou a Copinha de 2012 pelo Timão.

Na ocasião, o defensor já fazia parte do elenco profissional e foi "emprestado" ao time de juniores para disputar o torneio. Marquinhos também foi um dos responsáveis pela solidez defensiva do Corinthians, que vinha a ser campeão da competição.

Gabriel Jesus - Palmeiras (2015)

O atacante Gabriel Jesus conquistou o Campeonato Brasileiro pelo Palmeiras em seu segundo ano como profissional e logo foi transferido ao Manchester City, da Inglaterra, por R$ 121 milhões. Hoje, o jogador de 25 anos se destaca no Arsenal, também na terra da Rainham e foi figura carimbada nas duas últimas convocações para as Copas do Mundo da Rússia e Catar.

Além desse currículo robusto, Gabriel também possui o prêmio de melhor jogador da Copinha de 2015. Na ocasião, o atacante marcou cinco gols na competição e ajudou o Palmeiras a chegar na semifinal, onde foi eliminado para o Botafogo-SP.

Lucas Paquetá - Flamengo (2016)

O jogador da seleção que está desde agosto no West Ham, da Inglaterra, e já tem até uma música da torcida em sua homenagem, na qual é chamado de "brasileiro magnífico", é mais um que brilhou na Copinha. Lucas Paquetá se sagrou campeão do torneio de base ao derrotar o Corinthians, nos pênaltis, por 4 a 3, e o então garoto de 18 anos converteu uma das cobranças da decisão e foi um dos protagonistas da conquista.

No entanto, mesmo com a campanha de destaque, Paquetá demorou para ser utilizado no time principal do Flamengo, o que só veio a acontecer em 2017. Depois de sair do rubro-negro, o craque passou por Milan, da Itália, e Lyon, da França, antes de desembarcar em Londres. O jogador de 25 anos foi titular na Copa do Mundo do Catar.

Vini Jr. - Flamengo (2017)

No ano seguinte a Lucas Paquetá, outra estrela do Flamengo disputou a competição. Foi o caso de Vinícius Júnior. Mas da mesma forma que Neymar, o craque da ponta esquerda do Real Madrid e da seleção brasileira também não teve o "luxo" de jogar a Copa São Paulo na idade ideal e encarou a competição aos 16 anos.

Logo na sua estreia na Copinha, contra o Central de Caruaru (PE), o jovem marcou dois gols — o segundo um golaço. Mesmo com a eliminação nas quartas de final, Vini se destacou o suficiente para ir aos profissionais na mesma temporada. Atualmente, o jogador é o principal destaque brasileiro na Europa.

Antony - São Paulo (2019)

Um dos fortes candidatos a representar a seleção brasileira na disputa da próxima Copa do Mundo, Antony foi outro que se destacou no torneio de base. Em 2019, o atacante foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior pelo São Paulo, marcando na decisão contra o Vasco da Gama e sendo eleito craque da competição com quatro gols e seis assistências em nove jogos disputados.

Após se destacar na competição, Antony ainda ficou no São Paulo até fevereiro de 2020, quando se transferiu ao Ajax, da Holanda. E quase quatro anos depois de se destacar na Copinha, ele brilha nos gramados de Old Trafford. O atacante foi anunciado nesta temporada pelo Manchester United por 100 milhões de euros, se tornando a segunda contratação mais cara da história do clube.