ANTT aprova edital de concessão da BR-381/262, entre MG e ES

·1 minuto de leitura

A Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) aprovou, nesta terça-feira (31), o edital de concessão para a iniciativa privada do sistema rodoviário BR-381/262, que liga Minas Gerais ao Espírito Santo. O leilão está previsto para ocorrer no dia 25 de novembro, na Bolsa de Valores (B3), em São Paulo, aberto a operadores internacionais.

Conhecida como “Rodovia da Morte” pelo alto número de acidentes, a concessão do trecho abrange cerca de 670 quilômetros (km), com início na BR-381, entre Belo Horizonte até Governador Valadares, seguindo pela BR-262, entre João Monlevade até o município de Viana, que fica na região metropolitana de Vitória.

Ao todo, estão previstos R$ 7 bilhões de investimentos, incluindo a duplicação de 402 quilômetros de pistas, 228 quilômetros de faixas adicionais, 131 quilômetros de vias marginais, 130 retornos, 125 correções de traçado, 40 passarelas, pelo menos dois pontos de parada e descanso para profissionais do transporte rodoviário, além do contorno do município de Manhuaçu (MG).

A concessão prevê a exploração da infraestrutura e da prestação de serviço público de recuperação, operação, manutenção, conservação e melhorias. O contrato tem duração de 30 anos, prorrogável por mais 5 anos.

Ainda segundo o edital, o valor da tarifa de pedágio deverá observar o patamar máximo de R$ 0,12477 por km para trechos de pista simples, o que dá R$ 12,47 a cada 100 km. Já nos trechos de pista dupla, o valor do pedágio será de R$ 0,17468 por km, o que dá R$ 17,46 por cada trecho de 100 km.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos