Anvisa aprova venda de autoteste para detectar covid-19

·2 min de leitura
Anvisa aprova venda de autoteste para detectar covid-19
Anvisa aprova venda de autoteste para detectar covid-19 (AP Photo/Nati Harnik)
  • Anvisa aprova venda de autoteste para detectar covid-19

  • Produto já é comercializado nos Estados Unidos e na Europa

  • Com o serviço, paciente coleta a própria mostra e vê o resultado a partir das instruções do fabricante

A diretoria colegiada da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou, por unanimidade, nesta sexta-feira (28), a venda de autotestes de covid-19 em redes de farmácias autorizadas no país. Na semana passada, a reunião foi adiada, pois o órgão cobrou mais dados sobre o serviço ao Ministério da Saúde.

É importante lembrar, porém, que o autoteste não vai estar disponível imediatamente no estabelecimento autorizado. É preciso que a empresa fabricante registre seu autoteste à Anvisa. A partir de uma avaliação técnica criteriosa, pode ou não ter a aprovação pela agência.

Já comercializado nos Estados Unidos e em alguns países europeus, o produto é utilizado pelo paciente. Deste modo, a pessoa compra o autoteste para detectar o coronavírus e coleta a sua própria amostra. Para saber o resultado, deverá seguir as instruções do fabricante.

Caso o resultado dê positivo, a pessoa deverá procurar atendimento médico, seja de forma presencial ou online, para que um profissional confirme e registre o diagnóstico, além de dar orientações.

A diretora Meiruze Sousa Freitas abriu a reunião extraordinária, já que o diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, não participou. A liberação foi discutida por quatro diretores da agência.

Relatora do caso, Cristiane Jourdan votou a favor do fornecimento de autotestes para a população brasileira.

Depois, foi a vez do diretor Rômison Rodrigues Mota. Ele acompanhou o voto da relatora e foi a favor da liberação. Os diretores Alex Machado Campos e Meiruze Sousa Freitas também votaram junto com a relatoria e, portanto, a favor dos autotestes.

Segundo o Ministério da Saúde, que pediu a autorização de autotestes à Anvisa no dia 13 de janeiro, os exames vão tornar agilizar a detecção do coronavírus, facilitando o controle da doença no Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos