Anvisa autoriza estudo clínico de vacina contra Covid da norte-americana Inovio

·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 16.06.2021 - A Prefeitura de São Paulo inicia hoje a vacinação de quem tem 56 anos ou mais. A previsão e que comece também a vacinação de quem tem 50 anos, como prevê o calendário do estado de SP. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 16.06.2021 - A Prefeitura de São Paulo inicia hoje a vacinação de quem tem 56 anos ou mais. A previsão e que comece também a vacinação de quem tem 50 anos, como prevê o calendário do estado de SP. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou nesta quarta-feira (25) a realização de um estudo clínico no Brasil de mais uma vacina contra a Covid. A pesquisa é patrocinada pela empresa norte-americana de biotecnologia Inovio Pharmaceuticals.

De acordo com a agência, esse é o 12º estudo de vacina contra a doença autorizado no país.

Os testes serão feitos com a candidata à vacina INO-4800, baseada em DNA. No local da aplicação da vacina, por via intradérmica, é usada uma técnica chamada eletroporação -a qual facilita a entrada do DNA no tecido celular por meio de um dispositivo próprio, informa a agência.

Os testes, controlados por placebo, são da chamada fase 3, a última etapa prevista de estudos, quando são avaliados a segurança, imunogenicidade e eficácia da vacina.

Ao todo, a pesquisa deve envolver 7.116 voluntários em dez países: Brasil, Argentina, Colômbia, Estados Unidos, Filipinas, México, Perú, Polônia, República Checa e Tailândia. Já os estudos iniciais ocorreram nos Estados Unidos, Coreia do Sul e China.

No Brasil, os testes devem envolver 350 pessoas em quatro estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Segundo a Anvisa, o estudo prevê a aplicação de duas doses, com intervalo de 28 dias entre cada uma. Parte do grupo receberá a vacina, e outra parte (um em cada três voluntários) receberá placebo, informa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos