Anvisa conclui certificação de fábricas envolvidas na produção da vacina da Pfizer

O Globo
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concluiu nesta quinta-feira o processo de Certificação de Boas Práticas de Fabricação de todas as empresas envolvidas na produção da vacina da Pfizer. O trâmite é um dos requisitos para obetenção de registro do imunizante contra Covid-19. Atualmente, a Anvisa analisa o pedido de registro feito pela Pfizer no dia 6 de fevereiro.

Em janeiro, a Anvisa já tinha anunciado a certificação de quatro empresas envolvidas na fabricação da vacina da Pfizer, mas outras três fábricas foram incluídas depois. Agora, todos os sete estabelecimentos estão credenciados pela Anvisa.

As fábricas certificadas são responsáveis pela produção de Ingediente Farmacêutico Ativo (IFA), formulação, envase e embalagem de vacinas. O certificado é concedido após análise das condições de fabricação das empresas produtoras da vacina. Essas companhias devem estar de acordo com as normas de segurança e qualidade estabelecidas pela Anvisa.

Segundo a Anvisa, a verificação do cumprimento das boas práticas de fabricação de medicamentos durante a pandemia pode ser realizada por meio de dois diferentes mecanismos: inspeção realizada pela Anvisa ou por meio de relatórios de inspeção elaborados por autoridades reguladoras com equivalência regulatória à brasileira. Os dois tipos de verificação foram aplicados às vacinas da Pfizer.