Anvisa inclui sono e diarreia como reações adversas na bula da vacina da AstraZeneca

Extra
·1 minuto de leitura

RIO — A Agência Nacional de Vigilância Sanitária anunciou nesta terça-feira que vai incluir duas reações adversas na bula da vacina Covid-19 da AstraZeneca e Universidade de Oxford, produzida no país pela Fiocruz.

A primeira reação que pode ser comum é a diarreia. A segunda reação, considerada uma pela agência uma reação incomum, é a sonolência.

As alterações já foram realizadas no último dia 16 de março, após análise da área de farmacovigilância da Anvisa. A mudança foi feita durante o registro da vacina no Brasil.

As reações foram identificadas em estudos clínicos e em bulas do produto em outros países.

A definição de um plano de gerenciamento de riscos é uma das etapas para o registro dos medicamentos e vacinas no Brasil.

“Nenhum produto é isento de riscos e por isso devem ser monitorados. Ele é registrado quando os benefícios superam os riscos, mas essa relação deve ser constantemente avaliada”, afirmou a Anvisa, em nota.