Anvisa recebe novas ameaças por vacinação de crianças contra Covid-19

·1 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO CAETANO DO SUL, 23.02.2021 - Seringa contendo o imunizante contra a Covid-19. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO CAETANO DO SUL, 23.02.2021 - Seringa contendo o imunizante contra a Covid-19. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Anvisa voltou a receber ameaças por causa da possibilidade de autorização da vacinação de crianças contra a Covid-19. Na semana passada, diretores da agência já tinham sido ameaçados por esse motivo.

Segundo comunicado divulgado nesta quarta-feira (3) pela Anvisa, as novas ameaças foram enviadas por meio de correspondência eletrônica na última sexta (29). A mensagem foi direcionada a diretores e servidores da agência. As informações são da Agência Brasil.

Assim como nas ameaças anteriores, a Anvisa informou que acionou as autoridades responsáveis, como o Ministério Público Federal e a Polícia Federal, para investigar o caso e tomar as providências cabíveis em relação aos responsáveis.

O tema chamou a atenção na semana passada quando a FDA (autoridade sanitária dos Estados Unidos) aprovou o uso da vacina do consórcio Pfizer-BioNTech em pessoas com idade entre 5 e 11 anos. Já nesta terça (2), o CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças, na sigla em inglês) passou a recomendar a aplicação do imunizante em crianças desta faixa etária no país.

A Pfizer informou, na última semana, que entraria com solicitação junto à Anvisa para viabilizar a aplicação do imunizante em crianças de 5 a 11 anos. A agência reguladora informou, porém, que tal requerimento ainda não foi encaminhado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos