Anvisa recomenda flexibilizar regras sanitárias para brasileiros repatriados da Ucrânia

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 17.09.2021 - Still de mãos segurando uma máscara facial. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 17.09.2021 - Still de mãos segurando uma máscara facial. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomendou ao governo federal flexibilizar regras sanitárias para receber brasileiros que voltem para o Brasil por conta dos conflitos na Ucrânia. O entendimento da agência é de que o mais relevante, neste momento, é acolher os brasileiros e seus familiares.

A agência reguladora foi consultada pela Casa Civil sobre os protocolos necessários para repatriação de brasileiros originários da área de conflito. Por conta disso, está prestando assessoramento técnico nesta demanda.

A Anvisa recomendou que os tripulantes que irão buscar os brasileiros em avião da FAB (Força Aérea Brasileira) estejam vacinados. Máscaras e testes rápidos devem compor o conjunto de insumos que serão levados em missão.

Segundo pessoas que acompanham o tema, os testes podem ser realizados até em voo, mas não devem constituir óbice ao embarque.

A Anvisa também deve recomendar que seja dispensado em voo da FAB a exigência de comprovante de vacinação, teste pré-embarque e preenchimento de DSV (Declaração de Saúde do Viajante).