Anvisa recomenda reabertura de fronteiras a seis países da África

·1 min de leitura

BRASÍLIA — A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) orientou nesta sexta-feira que o governo reabra as fronteiras aéreas com África do Sul, Botsuana, Essuatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue. Com isso, quem esteve em um desses países africanos, os primeiros a detectarem casos da variante Ômicron, deverão cumprir as regras da portaria para entrada de viajantes no Brasil.

Cabe aos ministérios da Saúde, da Casa Civil, da Justiça e Segurança Pública e da Infraestrutura tomar a decisão final. A Anvisa tem papel de assessoramento.

“Portanto, os dados demonstram que a transmissão da Ômicron rompeu a barreira de transmissão sustentada nos países africanos, sendo identificada atualmente em mais de 100 países, o que justifica a revisão da recomendação expressa na Nota Técnica nº 203/2021, desde que sejam mantidas as demais medidas para viajantes de procedência internacional, ou seja, exigência de testes pré-embarque, preenchimento da Declaração de Saúde do Viajante (DSV), comprovante de vacinação contra a Covid-19 e quarentena após desembarque no Brasil”, diz a nota.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos