Anvisa responde e critica tentativa de Bolsonaro de "constranger e intimidar" servidores

·2 min de leitura
O presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
O presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
  • Anvisa divulgou nota para para repudiar "com veemência" ameaças a servidores

  • Bolsonaro atacou ontem o órgão após aprovação da vacina para crianças

  • Nota é assinada pelos diretores da Agência e pelo diretor-presidente, Antonio Barra Torres

Após os ataques feitos pelo presidente Jair Bolsonaro à decisão de liberar a vacinação contra a covid-19 para crianças, a Anvisa divulgou nota para para repudiar "com veemência qualquer ameaça, explícita ou velada que venha constranger, intimidar ou comprometer o livre exercício das atividades regulatórias".

A nota é assinada pelos diretores da Agência e pelo diretor-presidente do órgão, Antonio Barra Torres.

Em sua live semanal ontem, Bolsonaro defendeu a divulgação dos nomes dos técnicos da Anvisa que tomaram a decisão. “Deixar bem claro isso, não interfiro lá. Pedi extra-oficialmente o nome das pessoas que aprovaram a vacina para crianças a partir de 5 anos. Nós queremos divulgar o nome dessas pessoas para que todo mundo tome conhecimento quem são essas pessoas e forme o seu juízo", afirmou.

Nesta sexta, a Anvisa destacou que a Agência "é líder de transparência em atos administrativos e todas as suas resoluções estão direta ou indiretamente atreladas ao nome de todos os nossos servidores, de um modo ou de outro".

Leia a nota na íntegra:

"Em relação às declarações do Sr. Presidente da República durante “Live” em mídia social no dia 16 de dezembro de 2021 a Agência Nacional de Vigilância Sanitária comunica:

A Anvisa, órgão do Estado Brasileiro, vem a público informar que seu ambiente de trabalho é isento de pressões internas e avesso a pressões externas.

O serviço público aqui realizado, no que se refere à análise vacinal, é pautado na ciência e oferece ao Ministério da Saúde, o Gestor do Plano Nacional de Imunização - PNI, opções seguras, eficazes e de qualidade.

Em outubro do corrente ano, após sofrer ameaças de morte e de toda a sorte de atos criminosos, por parte de agentes antivacina, no escopo da vacinação para crianças, esta Agência Nacional se encontra no foco e no alvo do ativismo político violento.

A Anvisa é líder de transparência em atos administrativos e todas as suas resoluções estão direta ou indiretamente atreladas ao nome de todos os nossos servidores, de um modo ou de outro.

A Anvisa está sempre pronta a atender demandas por informações, mas repudia e repele com veemência qualquer ameaça, explícita ou velada que venha constranger, intimidar ou comprometer o livre exercício das atividades regulatórias e o sustento de nossas vidas e famílias: o nosso trabalho, que é proteger a saúde do cidadão".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos