Anvisa: testes diagnósticos não servem para detectar nível de proteção conferido por vacina

·2 minuto de leitura

BRASÍLIA — A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) explicou nesta terça-feira que os testes disponíveis no mercado para detecção do coronavírus não servem para medir o nível de proteção contra o vírus conferido pela vacina, porque não têm essa finalidade. De acordo com a Anvisa, não existe um parâmetro mínimo de anticorpos neutralizantes para definir se uma pessoa pode ser infectada.

A Anvisa explica ainda que o resultado negativo em um teste não deve ser interpretado como uma garantia de imunidade. A agência recomenda que as pessoas mantenham os procolos sanitários, com higiene das mãos, uso de máscaras e distanciamento social.

"Outra informação importante é que não existe, até o momento, a definição da quantidade mínima de anticorpos neutralizantes – que evitam a entrada e a replicação do vírus nas células – para conferir proteção imunológica contra a infecção, reinfecção, formas graves da doença e novas variantes de Sars-CoV-2 em circulação. Por isso, os testes para diagnóstico não podem ser utilizados para determinar proteção vacinal", explica a Anvisa.

A Anvisa afirma que ação do vírus no organismo desencadeia uma resposta imune "multifatorial":

"Essa resposta pode contar com a participação de diferentes anticorpos e outros mecanismos de defesa, que vão atuar em conjunto para combater a infecção viral. No entanto, apenas uma fração desses anticorpos é capaz de realizar a neutralização do vírus e impedir a infecção de novas células. Esses anticorpos são chamados de anticorpos neutralizantes, que se desenvolvem em resposta a uma infecção viral ou à vacinação. Portanto, eles são responsáveis pela defesa do organismo, evitando a entrada do vírus na célula e a sua replicação".

Segundo a agência, é necessário que haja pesquisas científicas sobre o tema para evitar interpretações erradas do diagnóstico.

"Sendo assim, o uso dos produtos disponíveis com a finalidade de avaliar o efeito da vacina pode acarretar uma análise incorreta dos resultados e levar a comportamento de risco devido à falsa sensação de proteção a partir do resultado do ensaio. "

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos