Anvisa vai exigir comprovante de vacinação para quem quiser viajar em cruzeiros

·1 min de leitura

BRASíLIA— A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai exigir comprovante de vacinação de todos as pessoas que queiram viajar em cruzeiros na costa brasileira. Os protocolos para viagens em navios foram definidos nesta sexta-feira durante reunião da Diretoria Colegiada do órgão.

Além do passaporte vacinal, os passageiros terão que apresentar exame RT-PCR negativo feito até 75 horas antes do embarque, ou teste de antígeno feito até 24 horas antes. As embarcações devem ter lotação máxima de 75% de sua capacidade original.

A Anvisa determinou ainda que seja feita testagem diária de até 10% dos passageiros e 10% da tripulação. Caso algum viajante teste positivo, esse diagnóstico não poderá ser descartado a partir de uma contraprova. Os cruzeiros deverão preparar cabines específicas para que seja possível fazer isolamento de casos suspeitos.

— Ainda é tempo de extrema cautela. Estamos alertas. Advertimos que a retomada de qualquer atividade deve estar associada não ao fim da pandemia, mas à ideia de protocolos de convivência com ela — afirmou o relator do tema na Dicol, diretor Alex Campos

A agência estabelece que os governos locais devem apresentar um plano de operacionalização. Os cruzeiros também deverão ser aprovados previamente pela Anvisa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos