Anya Taylor-Joy relembra bullying na escola: "Trancada em armários"

Anya Taylor-Joy em sessão de
Anya Taylor-Joy em sessão de "The Menu" no SAG-AFTRA Foundation em 13 de novembro de 2022 em Nova York. (Foto: Jason Mendez/Getty Images)

Anya Taylor-Joy se tornou uma das atrizes queridinhas de Hollywood, mas passou por momentos difíceis na infância. Por conta das mudança de país, a artista nunca conseguiu se adaptar bem às escolas e chegou a sofrer bullying por conta de sua aparência.

Nascida na Argentina, ela se mudou aos 6 anos para a Inglaterra com a família e viveu lá até os 14, quando foi para Nova York, Estados Unidos. Em entrevista ao “The Drew Barrymore Show”, ela revelou que contou muito com o apoio dos pais nesse período.

"Tive muita, muita sorte com meus pais porque, quando sofria bullying pela minha aparência, minha mãe sempre dizia para olhar o interior de alguém", disse Anya. "Você olha para o interior de alguém, não para classe social... você não olha para essas coisas."

"Você não olha para o que eles fazem como trabalho, apenas você gosta do coração dessa pessoa! E eu realmente preciso reconhecer e agradecer minha mãe por isso, porque foi muito útil", prosseguiu a atriz, que está promovendo seu novo thriller, “The Menu”.

Além dos problemas na escola, Anya desabafou sobre o período de adaptação aos costumes dos três países. "Eu realmente não sentia que me encaixava em lugar nenhum. Eu era inglesa demais para ser argentina, argentina demais para ser inglesa, estadunidense demais para ser qualquer coisa. As crianças simplesmente não me entendiam de forma alguma. Eu costumava ficar trancada em armários", completou.

Aos 26 anos, Anya Taylor-Joy já estrelou inúmeras produções aclamadas pela crítica. Vencedora do Emmy de Melhor Atriz de Minissérie por “O Gambito da Rainha”, a artista já estrelou “Peaky Blinders” (2013 - 2022), “A Bruxa” (2015), “Fragmentado”, “Emma” (2020), “Novos Mutantes” (2021), “Noite Passada no Soho” (2021), “O Homem do Norte” (2022) e “Amsterdam”. Além disso, ela assumiu o posto de protagonista de “Furiosa”, prelúdio da franquia “Mad Max: Estrada da Fúria” (2015), que chega aos cinemas em 2024.