Ao lado de Bolsonaro, Lira afirma que confia no sistema eleitoral

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Nove dias após o presidente Jair Bolsonaro reunir embaixadores em Brasília para apresentar suspeitas, sem provas, sobre o sistema eleitoral brasileiro, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta quarta-feira confiar no sistema eleitoral. Lira havia sido um dos poucas autoridades a não se pronunciar sobre o assunto desde o evento no Palácio da Alvorada, na semana passada.

'Nossa missão é diferente': presidente do STM diz que eleições são função da Justiça Eleitoral

Em conveção de apoio do PP: Presidente Bolsonaro rebate manifesto em defesa da democracia e diz que 'não precisa de cartinha' para respeitar a Constituição

-- A Câmara dos Deputados fala quando é necessário falar, não quando querem obrigá-la a falar. Eu dei mais de 20 mensagens mundo afora e internas no Brasil de que sempre fui a favor da democracia e de eleições transparentes e confio no sistema eleitoral. Não precisa de qualquer movimento público ou político fazer que isso se apresente de maneira sempre necessária. Instituições no Brasil são fortes, são perenes e não são e nunca serão redes sociais. Não podemos banalizar as palavras das autoridades no Brasil. Não farão isso com a Câmara dos Deputados enquanto eu for presidente – disse Lira.

No encontro com os diplomatas, Bolsonaro, mais uma vez, levantou suspeitas sobre o sistema eleitoral sem apresentar nenhum tipo de prova, além de criticar o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

As falas de Bolsonaro provocaram reações de autoridades dos Três Poderes. Pouco depois do término do encontro, o presidente do TSE, Edson Fachin, fez um discurso duro e, sem citar nomes, pediu um 'basta à desinformação e ao populismo autoritário'. O presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (PSD), e presidenciáveis também condenaram as declarações de Bolsonaro a embaixadores. Lira, no entanto, não havia se pronunciado até o momento.

Lira participou da convenção nacional do Progressistas nesta quarta-feira, ao lado de Bolsonaro, no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados. Bolsonaro foi ao evento acompanhado na primeira-dama Michelle Bolsonaro e dos ministros Ciro Nogueira (Casa Civil), presidente licenciado do PP, e Fábio Faria (Comunicações).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos